quinta-feira, 29 de abril de 2021

PROVIDÊNCIA



Diálogo ouvido hoje na Boa Vista, é claro:

- O que eu faço com essas ondas roxa, vermelha e amarela ?

Resposta curta e grossa:

- Nada !

Viver é Perigoso

TRISTE


"Só entende o desejo de envelhecer e completar o ciclo da existência, experimentando a longevidade, aquele que ama a vida e a entende como direito humano fundamental. Sentimento inexplicável para o ministro que se indigna com os velhos que insistem em viver". 

Comentarista do blog

Juíza Andréa Pachá 

Viver é Perigoso



ESTAMOS DEVIDAMENTE LASCADOS


Realmente. Pelos despropósitos verbais do presidente o pessoal já desconfiava que a produção de impropérios era demais para ser criada por uma pessoa só. 

O presidente esclareceu :

“Qualquer decisão minha, eu ouço qualquer ministro da área. Não tomo sozinho, até porque eu posso errar.

No caso de covid-19: 

Começou com a posição do escritor e ideólogo Olavo de Carvalho, considerado o guru intelectual do governo Jair Bolsonaro, que afirmava:

“A mais vasta manipulação de opinião pública que já aconteceu na história humana. Essa pandemia simplesmente não existe”.

Dentro do Palácio o deputado federal e ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, "pessoa de casa", tendo certa credibilidade conferida pela graduação em Medicina, sempre minimizou os efeitos da pandemia de covid-19 no Brasil. Com a tese de que seria possível conquistar rapidamente a chamada imunidade de rebanho, o Dr. Terra seduziu o presidente Jair Bolsonaro e virou voz importante sobre a pandemia. 
No dia 18 de março de 2020, Terra disse que o coronavírus mataria menos que o H1N1, que vitimou 2.098 pessoas em 2009. 
Em 7 de abril/2020, ele fez outra falsa previsão e disse que a covid-19 mataria menos que a gripe sazonal no Rio Grande do Sul, mencionando 950 mortos. 
O número foi alcançado três dias depois. Dois dias depois, o deputado tentou acertar outra vez e chutou "entre 3 e 4 mil mortos. Afirmava o  Dr. Terra:

"Não podemos contar muito com a vacina. Acredito que possa ter remédio, sim. A cloroquina, ao que tudo indica, tem um bom resultado, e quanto mais cedo começa, ainda no início dos sintomas."

Em outras áreas:

E pensar que ele deve escutar ou escutou (devem falar só o que ele gosta de ouvir): Damares, Ernesto Araujo, Pazzuelo, André Mendonça, Ricardo Salles, Augusto Heleno, Weintraub, Roberto Jefferson, Valdemar da Costa Neto, sem falar nos seus filhos.

Ainda virão muitas besteiras por aí.

Viver é Perigoso


SÓ O COMEÇO - AGUARDEM


O Ministério Público Estadual do Ceará (MP-CE) multou a operadora de saúde HapVida, uma das maiores da área de saúde privada do país, em R$ 468 mil por impor que os médicos prescrevam cloroquina ou hidroxicloroquina a pacientes com a covid-19.

A decisão administrativa, da segunda-feira (26/04), foi tomada após relatos de um médico que prestou serviços à operadora de saúde e de uma paciente, que disse ter sido orientada a tomar hidroxicloroquina mesmo sem ter um diagnóstico de covid-19. 

O médico Felipe Peixoto disse que não prescrevia hidroxicloroquina a pacientes com suspeita de covid-19 e foi questionado por um coordenador. O médico disse ter argumentado que não havia estudos sobre a eficácia do medicamento contra a doença e apontou que o remédio poderia trazer riscos a alguns pacientes, por isso não recomendaria quando não fosse "expressamente necessário e cabível". Dias depois, o médico foi dispensado pela operadora de saúde.

O Ministério Público do Ceará também recebeu uma reclamação de uma cliente do plano de saúde. Ela relatou que um médico da HapVida prescreveu o uso de hidroxicloroquina sem que ela tivesse feito o teste para confirmar se estava com covid-19.

A HapVida confirma que foi notificada pelo MP-CE sobre a decisão administrativa. A empresa argumenta que "sempre respeitou a soberania médica quando o objetivo é salvar vidas" e diz que atua "em conformidade com as diretrizes do Conselho Federal de Medicina (CFM) para os tratamentos contra a covid-19". A operadora de saúde tem até 7 de junho para pagar a multa ou 10 dias úteis para apresentar um recurso administrativo contra a decisão na Junta Recursal do Programa Estadual de Proteção ao Consumidor.

Em maio de 2020, a operadora de saúde anunciou que havia adquirido milhares de unidades de hidroxicloroquina e passou a entregá-las gratuitamente aos seus clientes. Segundo médicos ouvidos pela reportagem (BBC), foi nesse período que a pressão para a prescrição do fármaco aumentou.

Viver é Perigoso

PÁ - TRIA

 

Viver é Perigoso