domingo, 18 de abril de 2021

UM PAÍS TÃO RICO E TÃO POBRE


Luiz, chora, respira fundo, e desabafa: “O que eu penso é muito pesado pra falar. Eu me sinto um inútil, um lixo. Eu não consigo dar pra minha família o que ela precisa. Por mais que eu acorde cedo, corra atrás”.

Luiz Roberto Côrrea Silva, de 26 anos. Ele vive com a esposa, Antonia Maria, e a filha de Isabela, de 8, na favela Olaria, zona sul de São Paulo.

Com a cesta básica que ganha do Instituto Superação, projeto que atua na comunidade, mais os R$ 150 de auxílio emergencial do governo, somado aos bicos de auxiliar de pedreiro feitos, que podem ou não ocorrer, a família tem lutado para manter ao menos duas refeições diárias.

Diante do cenário de desespero que vive, ele contou que a opção da família tem sido deixar a filha dormir o máximo possível, para acordar e já almoçar. Quanto ao casal, o caminho é ignorar a barriga roncando e acompanhar a menina na refeição. “Se a Isabela acordar muito cedo, ela vai ficar com fome. É café da manhã ou almoço. Não tem como ser os dois”. Vez ou outra, pode acontecer de ter só almoço. Aí a gente inventa alguma coisa para beliscar à tarde, dorme cedo e agradece a Deus esperando o alimento do dia de amanhã.”

Há brasileiros com fome. São milhões de pessoas que mal conseguem comprar um botijão de gás com os auxílios financeiros governamentais (quando chegam) e, para comer, dependem da caridade incerta de ativistas e religiosos. São brasileiros famintos que choram de impotência quando seus filhos vão dormir sem se alimentar.

Pesquisa diz que são 125,6 milhões de pessoas que têm comido o que podem, não o que querem. A mesma pesquisa indica que, dos 125,6 milhões, pelo menos 31 milhões, ou 15% dos brasileiros, vivem situação de insegurança alimentar grave – o nome acadêmico da fome.

Viver é Perigoso

OH ! MINAS GERAIS


A cidade de Extrema, no Sul de Minas, foi escolhida pelo grupo WTorre para a instalação de um centro comercial. Com área total de 60 mil metros quadrados, o empreendimento, que ficará às margens da rodovia Fernão Dias, terá área bruta locável de 15 mil metros quadrados. A expectativa é de que o centro comercial esteja pronto no segundo semestre de 2022.

Funcionará também como um ponto de apoio para quem passa pela estrada, com estrutura de banheiros, praça de alimentação.

O centro de compras atingirá uma população 730 mil pessoas, considerando municípios vizinhos, tanto em Minas quanto em São Paulo. Há ainda o público-alvo que passa pela rodovia Fernão Dias. No trecho, trafegam 250 mil veículos/dia, podendo chegar a 1 milhão/dia em feriados. 

Os produtos tradicionais do município terão visibilidade com instalação de lojas, e outlet de grandes redes varejistas. Estima-se a criação de cerca de 250 postos de trabalho diretos. Serão 728 vagas de estacionamento.

Viver é Perigoso

SÃO TANTAS AS EMOÇÕES


Como tantas outras pessoas eu não consigo imaginas que o Rei da Jovem Guarda está completando 80 anos. Simplesmente, me recuso.
Roberto Carlos estreou em Cachoeiro de Itaperim no dia 19 de abril de 1941. Promotores, o pai Robertino, relojoeiro e a mãe costureira, Lady Laura.

Impossível não existir um brasileiro que não tenha dirigido, em algum momento, uma frase, um verso, de amor, carinho ou mesmo raiva, à alguém, que não tenha sido cantada pelo Roberto Carlos.

Cada um tem a sua preferência. Afinal, são tantas as emoções.

Interessante é que a minha música preferida do Rei, não foi composta por ele e seu eterno parceiro Erasmo Carlos. "Como dois é dois " é uma composição do Caetano Veloso.

"Tudo é igual quando eu canto e sou mudo/Mas eu não minto, não minto, estou longe e perto/Sinto alegrias tristezas e brinco"

Tem amor e tem protesto contra a falta de liberdade no Brasil na época.

É um blues gravado em 1971 em St. Louis, com uma original banda de blues e um característico coral feminino.

Já lá vão 60 anos que acompanho, às vezes de longe, outras, no passado, mais de perto, desde "Louco Por Você". Tinha lá 14 anos e devo ter repetido para

Feliz aniversário RC.

Viver é Perigoso

ÓBVIO



CPI vai investigar se Bolsonaro fez mesmo o que todos viram que ele fez

Número de vezes que se disse “Bolsonaro ultrapassou todos os limites” já ultrapassou todos os limites

ZeBeto

Viver é Perigoso