Translate

sábado, 18 de maio de 2024

MOMENTOS MÁGICOS


Viver é Perigoso

CANTINHO DA SALA

Edward Steichen, Le Tournesol (O Girassol) - 1920 

 Viver é Perigoso


POUSO ALEGRE


O município de Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, além de se destacar como um importante polo industrial, também é referência na produção agrícola. A cidade é a maior produtora de morangos de Minas Gerais e a terceira maior de mandioca. 

“O Sul de Minas têm 50% da área plantada de morango do País, são quase 3 mil hectares na região de Pouso Alegre e 12 mil produtores. Do total da área, 70% são de pequenas propriedades, com cerca de meio hectare e com mão de obra familiar. A atividade gera um volume de empregos muito importante. São cerca de 15 mil na região produtora”.

No caso da mandioca, conforme os dados da Seapa, a produção mineira somou 572,6 mil toneladas em 2023. As maiores cidades produtoras são Cachoeira de Minas, Rio Pardo de Minas, Pouso Alegre e Monte Alegre de Minas.

Costa ressalta que o principal impulso para a produção relevante de mandioca em Pouso Alegre é a fábrica da General Mills Brasil, detentora da marca Yoki, produtora de farinhas entre outros itens que utilizam a mandioca como matéria-prima.

Para estimular a produção agrícola e atrair novas indústrias, o município investe na área rural, com a pavimentação de 100 quilômetros de estradas.

Diário do Comércio

Viver é Perigoso

MUNDIAL

 


Viver é Perigoso

sexta-feira, 17 de maio de 2024

CANTINHO DA SALA



A bilionária australiana Gina Rinehart exigiu que um retrato dela, que ela considera pouco fiel, fosse removido da exibição na Galeria Nacional da Austrália, em Canberra. O quadro faz arte de uma exposição do aclamado artista indígena Vincent Namatjira, vencedor do Prêmio Archibald.

“Eu pinto o mundo como o vejo”, disse Namatjira

Viver é Perigoso

GOSTARIA DE TER ESTADO LÁ


Viver é Perigoso

ZÉ FERINO


Depois de um boa tarde, que soou como um tarrrrde, o Sr. Zé Ferino saindo do amplo estacionamento do Bretas  disse que não abandonou o Alvoradão. Foi apenas foi conhecer a bem equipada academia montada em anexo. Mas não perdeu o estilo:

- Camarada, se o Jair for recolhido e resolver falar, será uma delação premiada ou confissão premiada ?

- Éh...agora o Sr. me pegou.

Viver é Perigoso

MERCADO LÓGICO



Alguma diferença entre Lula e Bolsonaro?

No caso do controle da Petrobras não! Senão vejamos: O Jair trocou 4 presidentes da empresa. ! por cada ano de mandato. Chega a 6 se considerarmos as interinidades de poucos meses. Motivo? Perda de popularidade. Com a alta dos preços dos derivados. Por causa da política de paridade internacional. E a ameaça de perder a reeleição. O Jair só não teve a ousadia de desmontar as legislações ⁠protetoras de influências políticas na empresa. Criadas no governo Temer em decorrência das descobertas da Lava Jato.

Já Lula foi mais ousado. Com a conivência de Ricardo Lewandowski. Ainda no Supremo o ministro suspendeu liminarmente parte da Lei das Estatais. Na parte relativa a nomeação de políticos. Para cargos de direção.
A política de paridade de preços (também iniciativa do governo Temer) foi tornada mais elástica. A defasagem da gasolina hoje beira aos 20%. E parece que não vai mudar. Lucros da empresa estão caindo.

Mas a coisa não para por aí. O lulopetismo e por uma incrível em aliança com o Centrão (PSD de Alexandre Silveira/ Rodrigo Pacheco) querem voltar aos tempos de Dilma. Desviar recursos da maior estatal para projetos que consideram prioritários: Construção naval. Novas refinarias. Fábricas de Fertilizantes. Manutenção do gás como ainda importante combustível e quetais. Um rico orçamento paralelo da petroleira em investimentos. Já que o governo perdeu boa parte do Orçamento Federal para o Congresso. 

Jean Paul Prates é petista. Mas tentava dar uma racionalidade aos investimentos prioritários da maior empresa brasileira. Transição energética era um deles. Foi fritado em fogo brando.

Vem aí uma senhora de nome bonito na presidência da petroleira para concretizar os sonhos petistas/centristas. Uma nova Graça Foster? O mercado que não é bobo nem nada se retira vendendo ações. Vendo a intervenção política/governamental na empresa que tem ações em bolsa. Aqui e lá fora. A Petrobras perde mais de 25% de seu valor patrimonial. Em 2 dias seguidos.

Com certeza estamos jogando fora 3 campanhas governamentais e seus motes. 

1-“O Petróleo é nosso.” Da década de 50. 
2-“Pátria Amada Brasil”. De pouco tempo atrás. 
3-“Brasil- União e Reconstrução.” A atual do governo federal. 

1- O petróleo não é mais nosso. Nem a empresa que dele cuida. Não é do Estado Brasileiro. É do governante de plantão. 2- Que Pátria Amada Brasil é essa que não cuida da sua principal e fundamental empresa? 3- E estão reconstruindo o que? Um modelo que já deu errado?

Mercado-Lógico

Viver é Perigoso