sexta-feira, 23 de outubro de 2020

SIMPLESMENTE PELÉ


Tive o prazer de ver o Pelé jogar presencialmente em diversas oportunidades. Desde no Maracanã, como numa noite sensacional em Guaratinguetá, numa partida pelo campeonato paulista, e o negão, marcado pelo craque e amigo da Boa Vista, é claro, Carlito.

Deu Santos e ninguém ficou triste. Vi o Pelé, de pertinho, em 1962, com a Seleção Brasileira treinando em Campos do Jordão.

Oitenta anos. Encantou o mundo.

Viver é Perigoso  

Um comentário:

wartão disse...

Melhor que ele para fazer gols, só o Toro centroavante do invicto Elétrons, kkkkkkkkkkk