quinta-feira, 11 de abril de 2019

TROPA DE CHOQUE


No Oficio 010/2019 de 4/4/2019, enviado ao colega, Vereador Kener, presidente da CPI dos pronto-socorros, os edis da base do governo, Sampaio Melo e J.M. Silva, criticam o Vereador Dr. Ricardo Zambrana, por ter sido muito duro nos questionamentos feitos na reunião da citada Comissão, no dia 3/4/2019.

Realmente, o Dr. Zambrana se comportou como um vereador independente e certamente se posicionou como um membro de uma Comissão Parlamentar de Inquérito e não numa sessão de moções congratulatórias.  Num regime, quase de exceção como vivemos atualmente na terrinha, questionamentos firmes não são bem vindos.

A CPI, como todos sabem, foi provocada pelo destemperado e inexplicável (ou não) rompimento da do Sr. Prefeito Municipal com a nossa centenária Santa Casa de Misericórdia, que acarretou o fechamento do seu Pronto-Socorro.

O inquérito, originalmente, era para investigar o período de 2017 e 2018. Logicamente para desandar a maionese a fiel base aliada está esticando o prazo para 2015 e 2016. Estratégia já usada no Congresso nacional para transformar uma CPI em "CPI do fim do mundo".

Lógico que buscam pressionar o Dr. Zambrana que atuou como Secretário Municipal da Saúde naquele período, que também teve como responsável geral por todas as secretarias, desde de 2013, o atual Prefeito Rodrigo Riera.

Como o forte de pessoal é darem tiros nos próprios pés, que venham as conversas.

Sobre a nossa Santa Casa de Misericórdia, a meta é sobreviver até o final do ano que vem.

Viver é Perigoso   

Nenhum comentário: