quarta-feira, 27 de março de 2019

FALOU E DISSE :


Escreveu o itajubense Eugênio Mohallen

"Torço pelo governo. Porque torço por mim. E compartilho do ideário liberalizante que rege as propostas econômicas de Paulo Guedes, além das mudanças na Justiça propostas por Sergio Moro.

Mas é exasperante perceber que o governo tem como seu ponto fraco justamente aquele que deveria ser sua estrela guia.

Infelizmente, nem elefante com diarréia produz mais caca por dia que o nosso Presidente, a quem considero, apesar de tudo, alguém bem intencionado.

Mas fraqueja porque não se controla, nem aos seus. Vejam que Lula, mesmo condenado, preso e acabado, isolado numa salinha com acesso restrito, comanda seu partido com mão de ferro. No PT não se solta um pum sem a autorização de seu capo máximo. A agenda do partido-quadrilha é religiosamente a agenda que o barbudo determinar.

Já Bolsonaro, mesmo ocupando a cadeira e a caneta máximas do país, apoiado por eleitores que excedem o seu espectro ideológico e blindado por uma galáxia estrelada de generais, não controla seu partido, nem a goela de seus filhos, nem a si próprio. E isto porque é ex-militar e preza a disciplina. Imaginem se não fosse."

Blog: Pois é...

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Mas ser chamado de “Dilma de calças” é pouco para o que Bolsonaro fez até aqui com o formidável capital político que obteve nas urnas, e que se esvai em velocidade recorde. Fernando Canzian FSP