terça-feira, 10 de julho de 2018

ACREDITE SE QUISER


Depois de um longo e tenebroso inverno, aconteceu um furo no controle de acesso de pessoas não gratas à Administração Municipal aos microfones de uma emissora de rádio local.

O ex- prefeito Chico Marques e Vereador afastado aguardando recurso jurídico, foi entrevistado hoje na Rádio Itajubá AM. 

Todos sabem do controle absoluto exercido pela atual Administração na programação das rádios, no tocante a citações e entrevistas. Constam do "index" pessoas que ousaram e cometeram o crime de questionar atos do Executivo local. 

Surpresa total a presença no ar do ex-prefeito Chico.

Caso não tenha sido "algo que escapou", merece cumprimentos o posicionamento do Dr. Zambrana, também Vereador e responsável pela emissora. 

Sem dúvida que represálias serão colocadas em prática. Fazer o quê ? 

Passo a passo a liberdade de informação tem chances de ser reconquistada.

Viver é Perigoso 
 

5 comentários:

Marco Antonio Gonçalves disse...

Zelador,

O diretor da Rádio Itajubá agora é o vereador Ricardo Zambrana, que tem tomado posição independente ou até mesmo em oposição ao atual governo. Portanto, a presença de Chico não me causa tanto espanto. Se fosse na Jovem FM, essa sim totalmente controlada, me causaria este estranhamento. Marcelo Krauss e Santi sempre estão concedendo entrevistas na Rádio Itajubá, por exemplo.

Abraços

Anônimo disse...

Represálias?
Certamente!
Basta entender: de quem e para quem?

Anônimo disse...



Zezinho, uma coisa!
Companheiro é companheiro e FDP é FDP. Que merda né.

Edson Riera disse...

Marco Antonio -

Você tem razão.

Abraço.

Zelador

Anônimo disse...

Zelador,

Enquanto isso na CMI a "esculhambação" é total e estes nobres edis não conseguem fazer outra coisa nas pobres reuniões da segunda, 4 vezes no mes, trabalho duro, salario pobre, mas fazer o que se o assunto é 9, 10, 15, 20, e nomes de ruas? Ainda bem que acabaram com as MOÇÕES???
Que VERGONHA!
E olha daqui a pouco Itajuba vai ser um cidade exemplo "! SEM LEGISLATIVO " a unica no Brasil, e depois vamos pra rua chama-los de volta. Haja pacieencia com a mediocridade.