sábado, 14 de janeiro de 2017

VENTOS DE GUERRA


No Brasil, os políticos exercendo cargos, devem desesperadamente temer a mudança da critica, indignação e raiva popular para a gozação, chacota e ironia. A partir daí não tem mais jeito. É como um jardineira descendo morro abaixo, totalmente sem freios.
Pelo visto na internet, estamos prestes.

Como explicar as "boladas" recebidas pelo Prefeito e Vice-Prefeito no final do ano. São informações públicas. É destaque na conjuntura atual. O tradicional jornal da cidade, "O Sul de Minas", publicou manchete sobre o episódio considerando ser do interesse  publico. E é.
A questão está sendo replicada em alta velocidade na internet, inclusive, com criativas postagens beirando o deboche.

Já imagino alguns dos novos vereadores chegando no plenário da Câmara, 2 horas antes do início da reunião e alojados no seus lugares, ficarem batucando a caneta bic na mesa, ansiosos para apresentar os seu pedido de informações sobre a tal bolada.

Resta ao Executivo  elaborar uma planilha completa sobre o assunto. Salários, acréscimos relativos ao 13º, descontos legais e descontos por viagens particulares e ponto final.
Imagino estar tudo correto. 

Com habilidade e cuidado político poderia-se evitar o impacto acontecido. É sabido que, antes de suas publicações, a imprensa sempre procura a Administração buscando esclarecimentos visando a publicação do contraditório. É sabido também que os membros da atual Administração são proibidos sequer de acenar para o pessoal do jornal...

Dá nisso...

Vive é Perigoso  

4 comentários:

JORNALOSULDEMINAS disse...

Zelador, bom dia. A reportagem sobre o salário recebido em dezembro de 2016, pelo atual prefeito de Itajubá é conclusiva. Mesmo a prefeitura negando responder qualquer pergunta formulada pelo JORNAL, pode-se imaginar que foram pagas inúmeras verbas não recebidas anteriormente. Talvez, o aumento recusado pelo prefeito (lembra-se disso) tenha sido agora aceito (após as eleições e antes de virar o ano) e pago numa bolada. Décimo-terceiro não existe para agentes políticos. Se foi pago, mais uma ilegalidade foi cometida. Ah! o holerite apresentado foi encontrado no site da prefeitura de Itajubá. Abraços. E vem mais por aí ...

Edson Riera disse...

JORNALOSULDEMINAS

O Prefeito e os demais da equipe são e atuam com funcionários públicos. Pelo que entendi o Jornal reproduziu uma informação publicada em um site público. O Jornal, dentro do Manual de Redação utilizado no País, buscou informações junto a Prefeitura. Confirmou-se o que já estamos carecas de saber: Portas fechadas.
Na certa a nova Câmara que inicia os seus trabalhos tratará do assunto e dos que virão.
Caso esteja tudo nos conformes é só explicar.
Em termos nacionais e em proporções outras, a imprensa faz isso diariamente no Brasil e com muito mais ênfase. Não se trata de opção, mas de obrigação.
Porque o Federal e Estadual teria que ter tratamento diferenciado do municipal ?
Tudo pode se tornar muito simples, com um pouco de humildade.

Zelador

Remy andrade disse...

Caro Edson,

Em postagem recente você fazia menção aos deslizes já feitos pelas administração municipal
em pouquíssimos dias.

Assusta a incapacidade de refletir ( Não digo nem de reconhecer) e fazer correções de rumo
nesta nova oportunidade dada de 4 anos de governo. Falta de inteligência não deve ser; cheira mais a teimosia deslavada e a DNA incorrigível.

Confirma-se desavergonhadamente toda a tratativa dada pela oposição durante a campanha
eleitoral a qual muitos trataram como ofensiva .

Não retiro, portanto, uma única vírgula de minhas opiniões e postagens e reitero termos uma administração que se pauta nos seguintes princípios , ou falta deles :

- Empreguismo, toma lá da cá, negociatas de bastidores.
- Total distanciamento da comunidade organizada ou não.
- Absoluta falta de transparência nas suas ações, sinalizando possíveis práticas de
corrupção.
- Controle dos meios de comunicação e incapacidade de lidar com opiniões contrárias.
- Práticas da velha e velhaca política seguindo à risca os piores padrões observados nos
cenários estadual e federal.
- Pronunciamentos mentirosos ou dúbios
- Domínio à força do poder legislativo.

Tenho a certeza de que a cidade perdeu e muito ao reconduzir ao cargo este prefeito.

Trago esperanças e expectativas, no entanto, que o vento das mudanças que já sopra forte
em alguns cantos, passe logo por aqui e conduza ao devido lugar aqueles políticos de prática desonesta que ainda se fiam na costumeira impunidade. Este tempo está terminando em muitas cidades . Que termine logo por aqui.

Merecemos um futuro melhor . Merecemos pessoas melhores.

Grande abraço,

Remy

Edson Riera disse...

Caro Remy,

Não estaremos falando (ou escrevendo) para o vento. O número de acessos ao blog, após as mudanças, continua o mesmo. Torço para aparecer alguém que pense que tudo está muito certo na esfera municipal, comente, exponha alguma ideia e assine. Mas será bem recebido, claro.
Suas observações fazem todo o sentido.
Começo a acreditar que o autoritarismo revela falta de preparo técnico e político da equipe.
2017 vai ser um ano chave nas mudanças pré-eleições de 2018. Estará (continuará) em alta as ações dos escritórios de advocacia. Terão abundante candidatos a se defender.
Os mais preparados poderiam antecipar suas defesas e buscar adequar a nova realidade, mas para isso é necessário humildade. Material em falta.
Abraço
Edson