quinta-feira, 12 de abril de 2018

ADVOGADOS DE DEFESA

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

"Num momento em que os magistrados deveriam agir coletivamente para fortalecer a instituição e fornecer ao país pontos de referência minimamente sólidos, eles se embrenham numa miniguerra civil na qual se utilizam de toda sorte de estratagemas para ver prevalecer suas posições pessoais. Dão a sensação de que não irão desistir até que saiam vitoriosos, o que é o exato contrário do que se espera de um órgão concebido para pacificar conflitos." Folha de hoje. observador da cena