quarta-feira, 14 de março de 2018

QUEM SABE ? SONHAR NÃO É PROIBIDO


Verdade. O terreno desapropriado pela Prefeitura, na Administração do Dr. Jorge para implantação da Siemens, continua a aguardando. Por hora, permanece ocupado por produtos de origem holandesa (setor lácteo).

Quem sabe não localizam o antigo projeto em alguma gaveta? 
Se a existência de mão de obra farta era um atrativo, hoje, devido as circunstâncias, ainda está mais.  

O grupo industrial alemão Siemens anunciou nesta quarta-feira um acordo de cooperação com o Brasil para investir um bilhão de euros no país nos próximos cinco anos.

O acordo preliminar, assinado em São Paulo pela Siemens e a Apex, a agência brasileira de promoção de exportações e investimentos, inclui projetos de eletrificação e automatização de infraestruturas públicas de energia, transporte e saúde, assim como investimentos na indústria e no ensino superior brasileiros.

"As iniciativas do acordo têm o potencial de abrir um novo ciclo de crescimento sustentável no Brasil durante os próximos cinco anos", afirmou o grupo em um comunicado.

A Siemens também espera que o plano de investimento possa captar em longo prazo outros 50 bilhões de euros em investimentos e criar 1,2 milhão de postos de trabalho.

"É urgente atuar no Brasil para criar as infraestruturas necessárias nos setores de energia e mobilidade, assim como para formar mão de obra", afirmou o presidente da Siemens, Joe Kaeser, citado no comunicado.

O grupo alemão já investiu um bilhão de euros nos últimos 15 anos no Brasil, onde tem 6.000 empregados.

Viver é Perigoso

3 comentários:

Edson Riera disse...

Caramba -

O Secretario Bissacot e a Diretora Gisele Paz Lima e Alves, estarão amanhã, dia 15, às 14:00 horas, na Câmara Municipal, na Comissão de Desenvolvimento Econômico, para falar dos trabalhos realizados em 2017, bem como a programação de ações para 2018.

A entrada é franca e a participação livre. Se der, nos encontraremos lá.

Zelador

Anônimo disse...

Sonhar podemos e devemos, mas acho que queimamos a fita com a Siemens. A nomeação do Adilson Primo ( que tem uma pendência trabalhista enorme com ela entre outras) como um sub prefeito à época foi determinante. Gol contra.

Edson Riera disse...

Gol Contra -

Se foi por isso, está resolvido, uma vez que o Primo (que fique claro, o Adilson), não está mais na prefeitura.

Devem ter estudado muito para decidir, na ocasião, por Itajubá. É só vir.

Zelador