segunda-feira, 9 de novembro de 2020

É A VIDA...


Aconteceu às 16:00 horas da segunda-feira, 17 de setembro de 1787.

Benjamin Franklin, dirigindo-se ao Sr. George Washington, presidente da Convenção em que foi lida a Constituição Americana:

"Senhor Presidente, confesso que há diversas partes desta Constituição que eu, no presente momento, não aprovo, porém não tenho certeza de que jamais aprovarei. Por ter vivido muito (estava com 81 anos), vivenciei muitas ocasiões em que me vi obrigado, seja por ter acesso a melhores informações ou por considerações mais extensas, a mudar de opinião até mesmo sobre temas importantes, sobre os quais pensei estar certo, mas descobri ser o contrário. É por isso que, quanto mais velho eu fico, mais duvido do meu próprio julgamento e mais respeito o julgamento dos outros. A maioria dos homens, bem como a maioria das seitas religiosas, veem a si mesmos como donos da verdade e acreditam que todos que discordam estão, portanto, errados.
Mas a humildade não seria o melhor caminho naquelas circunstâncias ? Portando, Senhor, aprovo essa Constituição, porque não esperava nada melhor e porque não estou certo de que ela não seja a melhor. " 

Benjamin Franklin, tomou o barco três anos depois, em abril de 1790. É considerado um dos fundadores da nação americana e o único homem a assinar a Declaração de Independência, o Tratado de Paris e a Constituição. Foi também um inventor.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: