quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

O QUE ESTÁ FALTANDO ?


No princípio, a praça principal da terrinha era chamada de Largo dos Passos.

No dia 25 de setembro de 1891, numa daquelas bobeiras que acontecem até hoje, rebatizaram-na para Praça José Cesário de Faria Alvim. 
O homenageado, passava pela cidade, quando da inauguração da Estrada de Ferro do Sapucaí. Registre-se, que o Sr. Cesário Alvim era o Governador do Estado.

Assim permaneceu até o dia 20 de agosto de 1963, quando um dos grandes homens da história de Itajubá, o Ilustre vereador Sebastião Simões, que também foi um grande presbiteriano e funcionário da Imbel, apresentou o projeto de lei que mudaria o nome da Praça Cesário Alvim para Praça Theodomiro Santiago.

O projeto foi aprovado por unanimidade, sendo sancionado pelo Prefeito José Maria da Silveira Campos, em 23 de novembro de 1963, dia em que era comemorado o cinquentenário da nossa Escola de Engenharia. Theodomiro Santiago: uma referência.

Pois bem, Um jovem médico aporta na cidade no início dos anos 60. Dedica-se de corpo e alma no atendimento das pessoas. Dr. Rosemburgo Romano. 

Prefeito Municipal de Itajubá de 1973 até 1977. Novamente, de 1988 até 1992. Homem de grandes realizações. Distrito Industrial, Hospital de Itajubá, Faculdade de Medicina.

Deputado Federal em 1978 a 1982. Presidente da Comissão de Saúde. Participação ativa.

Responsável pela abertura e construção da importante Avenida dos Ferroviários, que une os Bairros da Boa Vista e Morro Chic, onde namorou, casou e tomou o barco.

O que falta para a Câmara Municipal dar o nome de Avenida Dr. Rosemburgo Romano a tão importante via. Médico que passou grande parte da sua vida atendendo os próprios ferroviários e familiares, da Rede Mineira Viação e depois Rede Ferroviária Federal ?

Com todo o respeito e lembranças deixadas, principalmente, na Boa Vista e Morro Chic, pelos cidadãos ferroviários, creio que aqueles que continuam entre nós e seus familiares, concordariam com a justíssima homenagem.

Dr. Rosemburgo Romano: uma referência.

Um dia ainda nos encontraremos na Av. Dr. Rosemburgo.

Viver é Perigoso  

Nenhum comentário: