domingo, 20 de janeiro de 2019

O IMPÉRIO


Jornais e Redes de Televisão, nunca despejam suas denúncias de uma vez só. Estrategicamente, segundo a maldade de cada um, lançam uma bomba, aguardam as reações. Dão mais detalhes e aguardam a reação.  Nunca gastam tempo dando tiros em mosquitinhos.

Sempre buscam algo em troca. Audiência, aplausos daqueles contrários ao denunciado e poder. Muito poder, que lhes proporcionará tratamento especial em se tratando de fiscalização e publicidade. Não existe espaço para amadores.

A Rede Globo, no decorrer de tantos anos, vem fazendo o que quer no País. De forma direta ou subliminarmente tenta conseguir dirigir o pensamento das pessoas e conseguiu sucesso, quase que total, até a explosão da internet. Perdeu o controle, viu-se acuada nos projetos escrachadamente liberais e direcionados. Não se ateve mais a informar. 

Parece que a perspectiva de ver contestado os absurdos contidos em sua programação e a eliminação dos gordos patrocínios para "projetos culturais", claramente, a Vênus Platinada vem dirigindo seu arsenal contra o governo eleito. 

De forma acelerada vem perdendo a credibilidade.

Não sabemos se alguém, com antecipação, conseguiu antever o fim do Império Mongol, fundado por Ghengis Khan. O fim dos impérios romano e britânico. Mais recente, próximo e na mesma área, o esfacelamento do império de comunicação dos Diários Associados, a maior corporação da história da imprensa no Brasil, comandada por Assis Chateaubriand.

Sei não...mas podemos estar diante de um princípio do fim.

Viver é Perigoso

6 comentários:

Anônimo disse...

Uai Zelador!! Queria que a imprensa deixasse "quieta" tamanha notícia de desvio de recursos de campanha?
Adivinha de onde vieram esses recursos, que a família bolsonaro usou na campanha? Claro que vieram das mesmas empresas que bancaram as campanhas anteriores.
E nessas eleições tivemos "um ar" de que as campanhas ficaram mais baratas em função da proibição de doações por parte das empresas. Então, foi tudo caixa 2.
E o que parece é que por mais profissionais que sejam, o volume de dinheiro movimentado é tão grande que alguma coisa acaba "vazando" para a imprensa.
só tem uma forma de ficar imune a imprensa, estatiza todos os órgãos de comunicação e os obriga, a somente, dar receita de bolos, 24 horas por dia.
pode fechar o congresso também, o momento é oportuno, sob todos os aspectos.
Pelos tempos que se anunciam, temos que dar graças a Deus de ainda termos uma imprensa com algum ar de liberdade

Edson Riera disse...

Liberdade -

Não estou sabendo de notícia sobre desvio de recursos de campanha .

Que recursos foram usados pelo Ciro, Haddad e Bolsonaro ? Fundo partidário, algumas doações pessoais identificadas e imagino eu, o pagamento direto por alguma fonte de despesas outras. Jamais no mesmo nível da eleição Dilma x Aécio, onde comprovado por diversas delações, a grana saiu de desvios de empresas e órgãos públicos.

A Globo e outros da mídia, bem como o PT, foram surpreendidos pela força/resultado da campanha Bolsonaro e até do Zema, na internet. Será ainda objeto de livros e estudo.

Os grandes meios de comunicação tiveram influência pífia no resultado das eleições. A Rede Globo, inclusive, com o posicionamento de seus "artistas" e jornalistas esquerdinhas, ajudou e muito a estratégia de campanha do Bolsonaro. É só pensar com a cabeça fria.

Sou apaixonado pela imprensa. Sonhei muito em tentar ser jornalista. Mas as coisas estão mudando de forma avassaladora.

Não creio em tomada de medidas radicais pelas forças armadas. Temos uma Constituição, mesmo carecendo de reformas profundas e sob responsabilidade de um STF político.

Zelador

Anônimo disse...

Caro Zelador, você acredita que os depósitos na conta do Queiroz não existiram?
Que a grana recebida pelo Flavinho (rima com Lulinha) foi da venda de um apartamento (cadê a escritura? Recibos, etc.)
Tão simples desmascarar a Globo...Mostra os recibos, o nome de quem comprou o apartamento, etc...Não tem?Ué, mas eles não se anunciaram como os donos da ética, honestidade, da nova política, blábláblá?
Colega de 87

Edson Riera disse...

Colega de 87 -

Tenho insistido muito sobre os rolos existentes em gabinetes de políticos. É uma realidade. Absurdos acontecem desde há muito. E pior, os envolvidos acham que estão certos.

O Sr. Queiroz e o Sr. Flávio, como tantos outros, petistas, tucanos, etc, terão que se justificar e comprovar a origem do dinheiro citado.

Todo brasileiro, mais uma vez repito, todo brasileiro usa de artifícios quando da compra/venda e até aluguel de imóvel. Somos uma raça de espertos.

O que me preocupa é a visível intenção de parte da mídia tentar prejudicar um governo que mal começou, fazendo aproximações além das normais.

Curiosidade: os demais políticos, principalmente do PT, sequer tocam no assunto. Claro e óbvio que têm o rabo preso.

Dentro a lei e responsabilizando pessoalmente cada um, o assunto deve ser apurado in totum.

Abraço,

Zelador

Anônimo disse...

Zelador! Volto a repetir.
Não sejamos inocentes, nesta eleição os gastos foram maiores que os da passada, porém, com a proibição de doações por parte das empresas, foi tudo caixa 2.
Só que ninguém é bobo, com todas essas denúncias, todo mundo tomou cuidados redobrados, mas muita coisa ainda virá a tona.
Votos foram comprados com dinheiro vivo, "como nunca na história deste país".
E o senhor zelador tem experiência em campanhas eleitorais e sabe muito bem que o dinheiro vem aos montes.

Edson Riera disse...

Montes -

Primeiro: Sei em termos.

Segundo : Não aconteceu enxurradas de dinheiro nas últimas eleições. Os doadores ficaram na retranca. Existe sim, muita dívida de campanha.

Por fora, deve ter acontecido um agradozinho aqui e outro ali.

A campanha foi decidida na Internet e com recursos limitados, não por não tê-los mais por receio.

Zelador