quarta-feira, 19 de setembro de 2018

MOÇA BONITA


Após a popularização da televisão os nomes dados aos filhos tinham muito dos personagens de novelas e  de jogadores de futebol.

Um pouco antes a preferência na escolha era proporcionar homenagens para pessoas próximas, queridas e admiradas.

Aconteceu com a minha irmã querida Maria Virginia Riera. Para muitos, Virgínia. Para os irmãos, Maria e para quase todo o mundo, Tia Ia.

Seu nome foi dado em homenagem a nossa querida Avó materna, Maria Virgínia Ribeiro. Foi uma doce Avó. Temente a Deus e dotada de admirável resiliência. Perdeu duas filhas moças e o marido, Vô Pio Gomes Ribeiro, muito antes do combinado.

Homenagem ampla, como todas deveriam ser. A Vó foi homenageada com a colocação do seu nome e mais ainda, com belíssima atuação de vida da nossa irmã Maria Virgínia. Professora, funcionária da Caixa Econômica Estadual, da Secretaria da Fazenda do Estado e hoje na Primeira Igreja Presbiteriana de Itajubá.

Pessoa impossível de passar desapercebida. Demonstra alegria com as nossas alegrias e total solidariedade e conforto nos nossos momentos complicados.

Hoje, pela graça de Deus, a Maria Virgínia completa mais um ano vida.

Um abraço apertado, querida Maria Virgínia.

Viver é Perigoso     

Um comentário:

Anônimo disse...



Hoje, pela graça de Deus, a Maria Virgínia completa mais um ano vida.

PARABENS!!!! Saudoso abraço, dos velhos tempos na Igreja Presbiteriana, com a Terça, Eliana, nossa turma, grande equipe com o Gilson, e o meu velho violão, bandolin e cavaquinho, enfim, linda família.
Como o tempo passa....