sábado, 25 de abril de 2020

PESADELO


Poderia muito bem reservar e publicar amanhã. Mas não vou perder o sono sozinho. Dá até pensar num "volta Moro" e "Avante Jair"

Deu na Folha

Agora, os dirigentes das seis principais centrais sindicais brasileiras (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB) montaram um palanque virtual para as comemorações do Dia do Trabalho, em 1º de Maio, com a participação dos dois ex-presidentes, Lula e FHC e mais o ex-ministro Ciro Gomes e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia

Também foram convidados o governador do Maranhão, Flávio Dino, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o presidente do STF, José Dias Toffoli.

Ainda deverão falar aos trabalhadores a ex-presidente Dilma Rousseff e os governadores do Rio, Wilson Witzel, e de São Paulo, João Doria, em vídeos que irão ao ar na live do palanque eletrônico no Dia do Trabalho.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Dependendo do desastre do Bozó, PT/PSOL voltam.
O melhor é uma renúncia e passar a bola pro Mourão (se repetir Itamar, esta ótimo).
H. Finn

Anônimo disse...

É o fim da volta.