domingo, 29 de março de 2020

HOJE NÃO É DIA DE ROCK


Tomou o barco em Nova York, por complicações decorrentes do novo coronavírus, o músico norte-americano Alan Merrill, autor da composição "I Love Rock 'n Roll". Ele tinha 69 anos e estava internado no hospital Mount Sinai. 

Sua filha Laura, Laura, descreveu os últimos momentos com seu pai. De emocionar.

"O coronavírus levou o meu pai esta manhã. Deram-me dois minutos para me despedir antes de me apressarem. Ele parecia tranquilo e, quando eu saí, ainda havia um vislumbre de esperança de que ele não fosse um ticker do lado direito da tela de notícias da CNN/Fox. Andei 50 quarteirões para casa ainda com esperança no meu coração. A cidade que eu conhecia estava vazia. Senti que era a única pessoa aqui - e talvez, de uma certa forma, eu era. Quando entrei no meu apartamento, recebi a notícia de que ele tinha morrido. Como é que isso pode acontecer? Estive no show dele há algumas semanas. Tinha acabado de fazer a foto dele para o novo álbum. Enviei mensagens mais cedo. Fiz um milhão de piadas sobre a "rona " e como vai "ficar"... cara, me sinto estúpida. (...) Se há alguma coisa que posso fazer é implorar para que levem isso a sério. Dinheiro não importa. Pessoas estão morrendo. (...) Fique em casa, se não for por você... para os outros. Essa coisa é real. Provavelmente, não vamos poder chorar como em um funeral tradicional. Acabei de perder o maior amor da minha vida e não vou poder abraçar ninguém porque fui exposta e preciso ficar em quarentena por duas semanas.... sozinha. Não sei como processar isto. Por favor, mantenha-se seguro. Ninguém é imune a isso".

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Sim de emocionar. É gente como nós. Sensíveis e preocupadas com o próximo.