quinta-feira, 31 de outubro de 2019

JÁ FOI PIOR


No dia 19 de agosto de 1961, fazendo uma escala em Brasília, vindo de uma tumultuada conferência realizada em Punta del Este - Uruguai, o Ministro da Industria e Comércio de Cuba, o argentino Ernesto Che Guevara, foi condecorado pelo Presidente da República do Brasil, Sr. Jânio Quadros, com a Grã Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul.

Simultaneamente, no Rio de Janeiro, o Governador Carlos Lacerda, homenageava o principal líder anticastrista, Sr. Manoel Verona, que tinha sua base de atuação em Miami, com a entrega da "Chave do Rio de Janeiro".

Na verdade, como foi uma cerimônia de improviso, o Sr. Guevara recebeu apenas uma faixa provisória. O diploma e a medalha nunca lhe foram entregues.

No dia 25 de agosto, uma semana após, o Sr. Jânio Quadros renunciou à presidência da República.

Em sete meses de governo (havia tomado posse no dia 31/1/1961, o Sr. Jânio tomou importantes medidas, sempre utilizando "bilhetinhos" como meio de comunicação. O Twitter é coisa recente.

Proibiu o uso de biquínis em praias e piscinas em todo o território nacional.

Proibiu corridas de cavalo em dias de semana

Proibiu a venda e o uso de lança-perfume

Proibiu brigas de galo

Etc...

Em tempo, o meu pai e quase todos os meus tios, quando da eleição, foram janistas e a Padaria Boa Vista foi um dos centros de distribuição de material de propaganda política, com caixas e mais caixas de vassourinhas douradas para fixação nas roupas.

Como muita gente, estive no Campo de Aviação de Itajubá para receber em visita de campanha o Jânio, que chegou em um barulhento DC-3.

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: