sexta-feira, 21 de setembro de 2018

NÃO ESCAPA UM


Fernando Henrique "Barrichello" Cardoso, como sempre, atrasado e em cima do muro, divulgou uma carta aos brasileiros:

Primeiro admite as besteiras feitas pelos políticos e partidos, dos quais ele faz parte de um dos principais:

"Os partidos têm responsabilidade nessa crise. Nos últimos anos, lançaram-se com voracidade crescente ao butim do Estado, enredando-se na corrupção, não apenas individual, mas institucional: nomeando agentes políticos para, em conivência com chefes de empresas, privadas e públicas, desviarem recursos para os cofres partidários e suas campanhas. É um fato a desmoralização do sistema político inteiro, mesmo que nem todos hajam participado da sanha devastadora de recursos públicos. A proliferação dos partidos (mais de 20 na Câmara Federal e muitos outros na fila para serem registrados) acelerou o “dá-cá, toma-lá” e levou de roldão o sistema eleitoral-partidário que montamos na Constituição de 1988. Ou se restabelece a confiança nos partidos e na política ou nada de duradouro será feito."

Depois vem amaciando, de certa forma, pregando que continue tudo como está. Composição política significa, no País, loteamento de cargos e divisão do butim: Já que o "picolé de chuchu" não decolou..

"Ainda há tempo para deter a marcha da insensatez. Como nas Diretas-já, não é o partidarismo, nem muito menos o personalismo, que devolverá rumo ao desenvolvimento social e econômico. É preciso revalorizar a virtude da tolerância à política, requisito para que a democracia funcione. Qualquer dos polos da radicalização atual que seja vencedor terá enormes dificuldades para obter a coesão nacional suficiente e necessária para adoção das medidas que levem à superação da crise. As promessas que têm sido feitas são irrealizáveis. As demandas do povo se transformarão em insatisfação ainda maior, num quadro de violência crescente e expansão do crime organizado. Sem que haja escolha de uma liderança serena que saiba ouvir, que seja honesto, que tenha experiência e capacidade política para pacificar e governar o país; sem que a sociedade civil volte a atuar como tal e não como massa de manobra de partidos; sem que os candidatos que não apostam em soluções extremas se reúnam e decidam apoiar quem melhores condições de êxito eleitoral tiver, a crise tenderá certamente a se agravar. Os maiores interessados nesse encontro e nessa convergência devem ser os próprios candidatos que não se aliam às visões radicais que opõem “eles” contra ”nós.  É hora de juntar forças e escolher bem, antes que os acontecimentos nos levem para uma perigosa radicalização. Pensemos no país e não apenas nos partidos, neste ou naquele candidato."

Estamos lascados...

Viver é Perigoso

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

CANTINHO DA SALA

Henri Matisse - 1947.

Viver é Perigoso

DIÁLOGO POSSÍVEL


Brasília, janeiro de 2019

- Alô presidente ficou  bom o telefone vermelho ligando diretamente Curitiba com Brasília.

- Oi Andrade, ficou bom sim. O que manda ?

- Presidente, vou comparecer a uma reunião amanhã no STF, conforme o senhor autorizou e consulto sobre a cor da gravata que usarei.

- Vermelha. Sempre vermelha, exceto quando receber um embaixador ou alguém de fora. Quando acontecer use uma com as cores verde e azul. Pega bem.

- Presidente, uma coisa importante. Ando meio inseguro com relação ao Congresso. O que o senhor acha ?

- Andrade, nunca se esqueça disso: Apegue-se aos nossos aliados mais fieis. Atenda o Sarney, o Jader, Renan, Jucá, principalmente, e nomeie de imediato os nomes sugeridos por eles. Cargos bons e de diretoria. Esse pessoal é de nossa total confiança. Ah! dê um agrado também para o Aécio. É um bom rapaz que já está atolado até o pescoço.

- Deixa comigo presidente. Deve sair no Diário Oficial de amanhã umas diretorias da CEF, do BB para pessoal deles. O Jader ficou contente com o Ministério do Transporte e o da Saúde.

- Andrade, convide o Gilmar para uma comidinha no Palácio. Ele adora deixar vazar esses encontros para o pessoal da Globonews. Lembre-se que, enquanto ele estiver cuidando de livrar os tucanos da lava-jato, por coerência, ele terá que cuidar dos nossos.  Paparique também à vontade o Lewandowisk e o Mello. Não se preocupe com o Toffoli, pois ele tem ligado direto me colocando ao par das coisas.

- Deixa comigo presidente. Aproveitando a ligação, informo que conforme seu gosto, fui duro e até rude, mandando trocar o pó de café usado no Palácio. O Pilão substituiu o Mellita. Caso o senhor espirre à noite, saúde.

Viver é Perigoso 

ACOSTUMADOS


Não se fala em outra coisa. Ou teremos uma ditadura de direita ou uma de esquerda a serem instaladas a partir de 1º de janeiro. 
Vão adiante: Ou teremos um Pinochet ou encararemos um Maduro, com o Chaves ditando regras.

Nos dois casos as informações serão controladas. 
Falam em censura na imprensa disfarçada com a denominação "controle e democratização da mídia". 
Transparência zero nas ações públicas. 
O poder cercado de apaniguados fieis. 
Legislativo sobre controle. 
Assessoria jurídica com os melhores quadros mantidos sob régios contratos.
Definição de prioridades estabelecidas a quatro paredes.
Aproximação com parte da "intelligentsia". 
Empresariado capitalizado feliz. 
Perseguição atroz aos opositores. 
Emissoras de rádio sob controle absoluto. 
Parte substancial da imprensa escrita calada.
Vistosas operações "fiscalizadoras", abruptas e direcionadas em estabelecimentos comerciais de opositores do regime.  
Diversão, lazer e promessas de muito mais.

Nada fácil. Mas não estranharão nada, ou muito pouco, o pessoal de uma pacata cidade do interior montanhoso do Estado, vivendo há uma meia dúzia de anos num regime especial e parecido. 

É a vida...

Viver é Perigoso  

MOÇA BONITA


Sofia Villani Scicolone, simplesmente Sofia Loren, muito próximo de ser a atriz mais bela da história do cinema. Completa hoje 84 anos.

Um abraço.

Viver é Perigoso

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

MAIS DO MESMO


Com tristeza acabei de receber uma mensagem do Vereador Marcelo Krauss, presidente de Comissão de Obras da Câmara Municipal de Itajubá, informando que o Secretário Municipal de Agricultura, responsável pela reforma do Mercado Municipal, declinou do convite feito para comparecer  a reunião da Comissão programada, à séculos, para ser realizada hoje.

Argumenta o Secretário que realizou uma reunião, na certa não pública, como obrigatoriamente deveria ser, com dois a presença de dois vereadores da base do prefeito e permissionários do Mercado, onde conversaram a respeito da mencionada reforma.

O Senhor Secretário, que tem excelentes e maravilhosas raízes, como a Professora Bel Jacarini, uma das precursoras da Transparência Itajubá e o participativo Benê Jacarini, com quem tive a felicidade de conviver e aprender, não entendeu, ou foi levado por orientação superior, a importância no sistema democrático, do legislativo municipal e suas comissões internas. Os poderes deveriam ser totalmente independentes e o Legislativo tem a mesma posição e nível dos poderes executivo e judiciário. Ou, pensando bem, até mais, como representante direto do povo. Deveria.

Mais uma sonora "banana" do Executivo local dirigida ao povo. Uma bobeira, uma vez que continuo acreditando que o Senhor Secretário tem todas as condições e capacidade para prestar os obrigatórios esclarecimentos.

Lamento, pois dessa vez julguei, pelos comentários via Facebook, que caminharíamos para a normalidade. Eu desisto. Não insisto.

É a vida...

Viver é Perigoso  

AGORA EM MINAS


A rede de livrarias Saraiva anunciou ontem a instalação de um centro de distribuição em Extrema. A Saraiva tem 1 milhão de itens à venda em seu site e nas lojas físicas.

O e-commerce tem apresentado um forte desempenho, que atingiu um crescimento de 32,5% nas vendas brutas no primeiro trimestre de 2018, totalizando 41,8% do total de vendas da empresa no período. O desempenho das lojas físicas continua em queda.

A situação não está boa no tocante ao mercado editorial brasileiro. A saraiva e a Cultura, responsáveis por 40% do mercado estão em dificuldade.

Uma pena. Mas há séculos compareço as livrarias (com muita frequência) apenas para olhar, conhecer e consultar. Compras pela internet saem muito mais em conta e com entregas rápidas e seguras. Ah! como é bom abrir um pacote de livros entregue em casa.

Viver é Perigoso

TIRANDO O SONO DA ESQUERDA


Deu no "O Antagonista"

"Para ganhar no primeiro turno, segundo os analistas da XP, Jair Bolsonaro precisa “converter pelo menos 3 de cada 5 eleitores que hoje declaram voto em candidatos azuis (Alckmin, Meirelles, Amoêdo e Alvaro Dias).

De acordo com pesquisas públicas (XP-Ipespe, Datafolha, Ibope e BTG-FSB), ele precisaria tomar de 64% a 88% dos votos de seus adversários, a depender do levantamento considerado”.

Blog: Êpa !

Viver é Perigoso