quarta-feira, 20 de março de 2019

FOLHAS DE OUTONO



Viver é Perigoso

ESTÁ ESCRITO



Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo humilhar será exaltado. 


Mateus 23:12

Viver é Perigoso

ESTAMOS LASCADOS

Viver é Perigoso

LIVROS, PRESENTES DE AMIGOS


Imagino que pelo menos uma vez na vida, quase todos leram "A Utopia", de 1516 (um pouco depois da descoberta do Brasil) de Thomas Morus. Para quem não se lembra, Utopia é uma ilha afastada, com uma sociedade imaginária ideal. Dizem que a ilha sonhada seria a Ilha de Fernando Noronha, vista pela primeira vez, em 1503, pelo navegador Américo Vespúcio. Por que Fernando de Noronha ? Porque Fernán de Loronha foi quem financiou a expedição.


Depois de relido o livro (curtinho) de Thomas Morus, seria interessante ler o livro "Utopia Para Realistas" - Rutger Bregman - Editora Sextante. Como disse o The New York Times, "se você quer ver um mundo mais justo mas não sabe como chegar lá, este livro é para você. Bregman revela de forma extraordinária como ideias comumente desprezadas como utópicas são na verdade possíveis e até chegaram perto de se concretizar."

Se você está entediado com debates banais e clichês que a direita e a esquerda repetem há décadas, vai apreciar o pensamento arrojado, as ideias inovadoras, o texto contagiante e os argumentos consistentes de Utopia para Realistas.

Blog: Bom para dar uma balançada e ajeitada na carga.

Viver é Perigoso


É NÓIS MANO !


20 DE MARÇO - DIA DO BLOGUEIRO

 Ano em que o "Viver é Perigoso" completa 10 anos.

Viver é Perigoso

terça-feira, 19 de março de 2019

CIDADE INTELIGENTE


Santa Rita do Sapucaí está prestes a se tornar uma cidade inteligente. O BNDES habilitou o Inatel para a execução de um projeto piloto que será conduzido em parceria com a Prefeitura Municipal da cidade, com as empresas Ericsson e Tim, e com as startups Pixel, Das Coisas, Fractum e Laager Inovações. 

A ideia é que ele seja replicado também nas cidades de Caxambu (MG) e Piraí (RJ).

O projeto prevê a implantação de soluções inteligentes para iluminação, segurança e rastreamento de veículos, dentro do contexto de Internet das Coisas. 

De acordo com Marcelo Goldenstein, engenheiro do BNDES, o projeto foi selecionado e habilitado, mas ainda precisa cumprir diversos requisitos e ser submetido à aprovação da Diretoria. Após a liberação dos recursos, que deve ocorrer dentro de seis meses, a instituição terá 24 meses para disponibilizar as aplicações.

“O primeiro passo será conectar alguns postes da cidade para criar uma rede cobrindo parte do município. Com isso, será possível habilitar os serviços inteligentes de iluminação. Na sequência, serão instaladas câmeras de segurança em alguns postes. Com o ambiente preparado, será possível posteriormente implantar outras tecnologias, como soluções de identificação facial, estacionamento inteligente etc. 

Portanto, a intenção é que o projeto induza o surgimento de novas soluções que atendam às necessidades do município”, explica o gerente de Desenvolvimento de Negócios do Inatel, Leandro Guerzoni. O novo projeto dará sequência ao projeto experimental que ocorreu no passado, quando o Inatel instalou 18 câmeras de monitoramento na cidade.

Para o prefeito de Santa Rita do Sapucaí, Wander Chaves, o projeto trará inúmeros benefícios para o município, bem como para os cidadãos santa-ritenses. “É de extrema importância termos esse apoio para implantar melhorias na iluminação e segurança pública. Essa iniciativa vai impulsionar o desenvolvimento econômico e social de nossa cidade”, destacou.

As ações irão estimular ainda o desenvolvimento das startups do Vale da Eletrônica.

O projeto se tornou viável em função da parceria com grandes empresas do setor de TIC, como a TIM e a Ericsson, que vem trabalhando em conjunto e investindo no desenvolvimento tecnológico da rede.

Realizada em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações, a chamada do BNDES recebeu 53 planos de projetos-piloto, dos quais 15 foram selecionados e receberão aporte de 50% do valor total do projeto.

Fonte: Inatel

Viver é Perigoso

ÊPA ! SUJOU

O decreto assinado pelo Presidente Bolsonaro para extinguir cargos, funções e gratificações na administração pública atingiu em cheio a área de Educação, principalmente as universidades públicas federais.

Das 21.000 vagas eliminadas pelo governo, ao menos 13.710 estavam sob a guarda de instituições de ensino, o que corresponde a 65% do total do corte.

Foram extintos cargos de direção, funções comissionadas de coordenação de cursos e outras gratificações concedidas a professores.

Blog: Será que a dura medida chegou até a terrinha ?

Viver é Perigoso

JUSTIFICADA MANIA DE GRANDEZA


Ouvido hoje no almoço na Cantina Meazzini, na Boa Vista, é claro:

- Camarada, você não acredita. Acabei de ver na TV. Tudo está funcionando normal no País. Uma desconsideração com o aniversário de Itajubá. Será que, exceto nós, ninguém emendou esse feriadão ? Absurdo.

Viver é Perigoso