quarta-feira, 12 de agosto de 2020

ÁGUAS PROFUNDAS

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

Publicado em: 12/08/2020 Edição: 154 Seção: 1 Página: 73
Órgão: Ministério de Minas e Energia/Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis/Diretoria IV/Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico
AUTORIZAÇÃO Nº 566, DE 11 DE AGOSTO DE 2020
A SUPERINTENDENTE-ADJUNTA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS - ANP, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Portaria ANP nº 59, de 24 de fevereiro de 2016,
Considerando a Resolução ANP nº 50/2015 e o Regulamento Técnico ANP nº 3/2015, que dispõem sobre a admissibilidade de despesas qualificadas como Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, visando o cumprimento da Cláusula de Investimento em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação constante dos Contratos de Concessão para Exploração, Desenvolvimento e Produção de Petróleo e Gás Natural; e
Considerando o que consta do processo de nº 48610.208483/2020-99, torna público o seguinte ato:
Art. 1º Conceder autorização para as empresas PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. (CNPJ 33.000.167/0001-01), TOTAL E&P DO BRASIL LTDA. (CNPJ 02.461.767/0001-43), SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA (10.456.016/0001-67), CNODC BRASIL PETROLEO E GAS LTDA (19.233.194/0001-01) e CNOOC PETROLEUM BRASIL LTDA (19.246.634/0001-57), nos termos do Regulamento Técnico ANP nº 3/2015, realizarem investimentos referentes às atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação constantes do plano de trabalho do projeto caracterizado a seguir:
Nº do Projeto
Título
Executor(es)
Valor Autorizado
21840-4
Obras Civis para construção do Centro Tecnológico para o Pré-sal Brasileiro- CTPB
UNIFEI - Núcleo de Separadores Compactos - (NUSEC/IEM)
R$ 57.111.115,34
Art. 2º A presente autorização é concedida com base em valores estimados, cabendo ao concessionário verificar a coerência dos custos apresentados na proposta, bem como daqueles custos efetivamente incorridos com os custos usualmente praticados no mercado para bens e serviços de mesma natureza.
Art. 3º Esta Autorização entra em vigor na data de sua publicação.
MARIA INÊS SOUZA
Centro Tecnológico do Pré-sal Brasileiro - 


Em tempo, CNODC - China Southern Petroleum Exploration and Development Corporation

Total - França

Shell - Anglo Holandesa

Informação recebida de um amigo antenado.

Viver é Perigoso

ATENÇÃO MOÇADA - RISCO OU OPORTUNIDADE ?


De olho para aumentar a arrecadação para enfrentar os efeitos da cris em 2021, o governo de São Paulo vai encaminhar à Assembleia Legislativa projeto que faz corte linear de 20% em todos os benefícios fiscais concedidos com o ICMS, a principal fonte de receita do Estado. A tesourada das renúncias fiscais deve garantir um aumento de arrecadação de R$ 8 bilhões.

Por ano, o Estado deixa de arrecadar R$ 40 bilhões de ICMS com os incentivos concedidos a empresas e setores específicos.

Blog: Inevitavelmente o mesmo deve acontecer com Minas Gerais. Possibilidade de acontecer  deslocamentos de investimentos/produção de um Estado para outro. Situação que irá exigir muita atenção, luta e criatividade.  
Aumentar a arredação e claro, reduzir custos, será questão de sobrevivência.

Viver é Perigoso

terça-feira, 11 de agosto de 2020

TOMOU O BARCO


Trinidad López III, simplesmente Trini Lopes, nascido em Dallas em 1937, cantor de muito sucesso, tomou o barco hoje de complicações advindas do novo coronavírus. 

Fez sucesso com diversos hits, tais como 'La Bamba", "America", "Perfidia", "If I Had A Hammer", "Lemon Tree", "Corazón de Melón", entre outros. 

Trini Lopes era filho de pais mexicanos e no cinema fez uma passagem pelo filme Os Doze Condenados, de 1967, contracenando com Lee Marvin, Charles Bronson e Donald Sutherland.

Viver é Perigoso

SEGUINDO FIRME

Viver é Perigoso

LIVRO, PRESENTE DE AMIGO


No presente caso, vindos da Rack, no Dia dos Pais

1 - On the road - Pé na Estrada - Jack Kerouac (oportunidade de rever leitura dos anos 70 - O lado sombrio do sonho americano atravessando o País pela Rota 66 )

2 - Os Engenheiros do Caos - Giuliano Da Empoli ( Como as fake news, as teorias da conspiração e os algorítmos estão sendo utilizados para disseminar ódio, medo e influenciar eleições.

3 - O mundo que não pensa - Franklin Foer (A humanidade diante do perigo real da extinção do homo sapiens )

4 - M - O Filho do Século - Antonio Scurati (O primeiro romance sobre o fascismo por Benito Mussolini)

5 - A Grande Gripe - John M. Barry (A história da gripe espanhola, a mais mortal pandemia de todos os tempos )

6 - O Fio da Trama - Alessandra e Consuelo Blocker ( Trajetória das mulheres da família Blocker-Pascolato - Referência no mundo da moda brasileira.

Viver é Perigoso

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

VOLTAS QUE O MUNDO DÁ



Por qué no te callas? 

Questionamento que virou moda no Brasil.

Em 10/11/2017, em Santiago - Chile, o rei Juan Carlos da Espanha perguntou ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, "por que não se cala?", no plenário da 17ª Cúpula Ibero-americana de chefes de Estado e de Governo, diante das desqualificações feitas pelo líder venezuelano ao ex-presidente do Governo espanhol José María Aznar.

Juan Carlos foi Rei da Espanha de 1975 até sua abdicação em 2014, em favor do filho Felipe VI. 

O rei emérito, Juan Carlos I, comunicou ao filho, Felipe VI, sua “meditada decisão de se mudar para fora da Espanha” ante a “repercussão pública” sobre uma investigação (Suíça) sobre corrupção envolvendo sua fortuna no exterior e com isso, impedir que as informações prejudiquem a família real espanhola.

Seria o caso de se popularizar outro questionamento:

Por qué no te explica ? 

Viver é Perigoso

E VAMOS QUE VAMOS !


Edição especial do Diário Oficial publica decreto de Jair Bolsonaro designando a missão especial que vai representar o governo em Beirute. Composta por 13 pessoas.

Além de Michel Temer, Estão na lista, além do ex-presidente Michel Temer, os senadores Nelson Trad e Luiz Osvaldo Pastore, o ministro-chefe da SAE, Flavio Rocha, vários diplomatas, o ex-marqueteiro de Temer, Elsinho Mouco, e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Viver é Perigoso 


CURRÍCULO LATTES



O currículo lattes é um documento online detalhando experiências, com foco em produção acadêmica, que deve seguir os padrões da Plataforma Lattes, sistema de currículos virtual gerenciado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

A principal diferença entre o currículo vitae e o lattes é que o último é mais longo e abrangente. Todas as informações sobre a carreira profissional devem ser apresentadas detalhadamente e muitos dos dados inseridos são verificados pelo CNPq por meio de diplomas e certificados. Além disso, a plataforma valoriza mais a trajetória acadêmica, com ênfase em produções científicas, áreas de atuação e experiência de pesquisa em ciência e tecnologia.

Nomeado em homenagem ao cientista brasileiro César Lattes, a iniciativa integra as bases de dados curriculares, grupos de pesquisa e instituições em um único sistema de informações, focado em ciência e tecnologia.

Cesare Mansueto Giulio Lattes, simplesmente, César Lattes, nasceu em Curitiba em 1924, foi um físico brasileiro, codescobridor do méson pi, descoberta que levou à concessão do Prêmio Nobel de Física de 1950 a Cecil Frank Powell, líder da pesquisa.

Em 1947 Lattes descobriu o méson-pi, depois de expor chapas fotográficas muito sensíveis, conhecidas como emulsões nucleares, à altitude de 5,6 mil metros do Monte Chacaltaya, na Bolívia. 

Embora fosse o principal pesquisador e primeiro autor do artigo que descreve o méson-π, apenas Cecil Powell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Física, em 1950, por "seu desenvolvimento do método fotográfico de estudo dos processos nucleares e suas descobertas em relação a mésons feitas com este método". A política do Comitê do Nobel, até 1960, era conceder o prêmio ao líder do grupo de pesquisa, apenas.

Foi também um grande líder no meio científico brasileiro e um dos principais responsáveis pela criação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq.

César Lattes, tomou o barco em Campinas, em 2005.

Viver é Perigoso