segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

DESTA VEZ, UMA SENHORA BANANA !


"Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas...continuarei a escrever"

Clarice Lispector

Tudo leva a crer que a Administração Municipal não tem respostas para os questionamentos feitos pelo povo através dos seus representantes, ou sejam, os Vereadores Chico, Marcelo Krauss, Jorjão e Santi. 

Ou melhor, possivelmente algumas respostas devem ter. Segundo informaram no final de 2016, quando da Operação Soledade disparada em Itajubá pela Polícia Civil, em 48 horas entregaram, em mãos, devidamente protocolada, todas as informações (pelo visto não satisfatórias) requeridas.

Hoje, segundo informado, o Prefeito Municipal pediu à Câmara Municipal, seis meses (180 dias) de prazo para responder as legítimas indagações feitas sobre acontecimentos, digamos assim, não muito claros, ocorridos em período recente. Correto, exceto pela já famosa e leal base aliada, os Senhores Vereadores estão lá, primeiramente, para fiscalizar.

Certamente, a maioria fiel, leal e ordeira, não só acatará o pedido, como poderá sugerir a sua extensão para 12, 24 ou mesmo 48 meses.

Registrando o que reza a Lei Orgânica do Município de Itajubá

Art. 68. Compete ao Prefeito, entre outras atribuições:

XIV - prestar à Câmara, dentro de 20 (vinte) dias, prorrogáveis por mais 10 (dez) dias, as informações por ela solicitadas regularmente, salvo por prorrogação, a seu pedido e por prazo determinado, em face da complexidade das matérias ou das dificuldades de obtenção, nas respectivas fontes, dos dados pleiteados;

Lembrando porém aos leais súditos do Rei: 

Seção III  - Da Perda e da Extinção do Mandato

III - desatender, sem motivo justo, os pedidos de informações da Câmara, feitos a tempo e em forma regular; 

Juízo Moçada !

Viver é Perigoso

DE QUALQUER JEITO É TRISTE


Deu no Radar - Veja

Esta aberta uma guerra no PT de Minas Gerais pelo controle da diretoria de Comunicação da Cemig, um orçamento de R$ 50 milhões.

Odair Cunha, secretário estadual de governo, trabalha para emplacar o ex-prefeito de Campanha Roberto Silva, preferencialmente, ou servidor de carreira Anderson Ferreira, seu plano B.

Ele só não conseguir combinar com o ex-vice-prefeito de Belo Horizonte Roberto Carvalho, ligado a Patrus Ananias e que também está de olho na cadeira.

Viver é Perigoso

CARTA QUE NÃO ENVIEI

Itajubá, 20 de fevereiro de 2017

Caros Amigos Célia e Ulysses,

Apenas tomo a liberdade de repetir-lhes as colocações feitas pelo médico, Dr. Humberto Costa, líder do PT no Senado até há poucos dias. Penso que não se tratou de um gesto de capitulação, mas de um reconhecimento.
Disse o Senador Humberto Costa na Veja:

"Saímos da condição de governo para virar oposição repentinamente. Uma coisa é quando se perde  a eleição e se tem tempo para uma autocrítica. Nós saímos com o carro andando. Temos que nos adaptar. Não adianta mais ficar no discurso de denúncia de golpe.
O PT foi fragorosamente derrotado. O resultado das eleições municipais obriga a gente a virar essa página.
Houve corrupção ? Houve.
Houve pessoas que podem ter se beneficiado pessoalmente ? Claro.
No nosso caso, as coisas que até agora têm sido identificadas foram feitas dentro de uma linha de fortalecer a política do partido. Foram feitas com o propósito de manter o poder e fortalecer o PT. Nesse processo perdemos as referências. Por isso, o mais importante é o que o PT vai propor daqui para frente, os valores que pretende adotar.
A autocrítica é necessária, essencial, mas não é suficiente. Serão necessárias algumas ações mais amplas. O partido precisa recuperar a credibilidade diante da população. Fomos eleitos com um discurso e adotamos uma política econômica distante desse discurso, sem explicar isso a população.
Não elimino a possibilidade do PT pedir perdão."

Itajubá precisa de vocês dois e de outros companheiros. Resolvam logo essa situação, desvencilhando, de algum modo, com a atuação desastrosa  que vem matando sonhos, gerando descrédito, levando a desânimos jamais vistos. Esqueçam, ou melhor, deixem de lado o que aí está, pois com raríssimas exceções,  não representam os interesses do povo. Não têm credibilidade alguma. Tomem posição para as novas batalhas. Não existe espaço para aguardar definição do quadro.
Repito o Vandré, tão cantado por nós em épocas complicadas: "Quem sabe faz a hora e não espera acontecer".
Precisamos !   

Viver é Perigoso

REFORMA DA PREVIDÊNCIA


Viver é Perigoso

JUÍZO MOÇADA !

Deu no Estadão.

O advogado Theodomiro Dias Neto, conhecido com Theo Dias, coordenou todo o longo e exaustivo processo de negociação da Odebrecht com a força-tarefa da Lava-Jato.

"Vivemos um momento de ambiguidade no Brasil. Eu me sinto pessoalmente dessa forma.

De um lado, um profundo desânimo, um profundo ceticismo, pessimismo, nós sentimos ao constatar a dimensão do nível de penetração da corrupção no Brasil. Todos sabíamos que o Brasil é um país com problema sistêmico de corrupção, mas talvez nenhum de nós tivéssemos uma dimensão tão clara do nível que estava. Isso causa perplexidade, preocupação, entristecimento, desaponto com determinados agentes públicos que nós acreditávamos, nos quais votamos. 

Essa é uma metade do copo.

A outra metade é uma leitura mais otimista, de que a Lava-Jato é produto de um aperfeiçoamento institucional. A Lava-Jato não é e não deve ser sinônimo de Sérgio Moro. Qual será o saldo positivo da Lava-Jato se pensarmos daqui a fez anos ? Quero crer que possa ser um novo ambiente de negócios no Brasil, uma nova forma de relacionamento entre o setor público e o privado. E isso se faz por meio de reformas no campo do Direito Penal e também por reformas fora do Direito Penal."  

Theo Dias

Blog: Impressionante é que o retrato exposto pelo Dr. Theo Dias, "sobre o profundo desânimo, ceticismo, pessimismo " é taxativamente proibido e desaconselhado de ser manifestado na esfera municipal. Por que razão, na terrinha, seria diferente do exposto pelo Advogado, que esteve e está no "olho do furacão ? 
Preocupa-nos a ausência de transparência e o abominável controle dos meios de comunicação.

Viver é Perigoso 

domingo, 19 de fevereiro de 2017

ACASO PROGRAMADO


Nada acontece por acaso.
Não existe a sorte.
Há um significado por detrás de cada pequeno ato. Talvez não possa ser visto com clareza imediatamente, mas sê-lo-á antes que se passe muito tempo.
Richard Bach

Eu não sabia, mas tinha certeza que iria acontecer. Mudança de horário, alteração de planos e lá fomos em direção ao acaso planejado há muitos anos.
Sonia e eu entramos distraídos no Restaurante Tererê do Raimundo e sua família. 
Com a cabeça no mundo da lua escutei, vindo de trás de onde sentamos, um som maravilhoso de conversas que estava gravado no fundo do coração. 
De imediato olhamos e demos com a família da Tia Maria e do Tio Luis Riera. Aconteceu como o rompimento de uma barragem. Nos abraçamos, rimos e, talvez por herança da italiana Vó Térça, permitimos que ciscos entrassem em nossos olhos.
A querida prima Arlete do Zé Nelson, morando a vida toda em São José dos Campos, aqui estava para comemorar os seus bens vividos 80 anos. Irmãos, irmãs, cunhados, cunhadas, sobrinhos, filhos de sobrinhos, primos.
Presente a nossa Tia Teresa. A única filha do Vô Jayme e Vó Terça, que pela Graça de Deus, está entre nós. E muito bem.
Crianças lindas. Moços e moças bonitos, profissionais de primeira linha atuando em diversas áreas. Pais orgulhosos.
Evidente nas faces a alegria de estarem juntos.
Maravilha.

Viver é Perigoso

PRÁ PENSAR !


Ouvido hoje no Tererê:

"A pesquisa mostra Lula na dianteira. Não significa esperança e sim o contrário. Demonstra claramente que não temos ninguém para exercer a presidência. Isso proporciona o reaparecimento de Ciro e Bolsonaro. Tudo indica que as próximas eleições serão disputadas por sobreviventes da Lava-Jato ou por futuros investigados pelo Ministério Público."

Faz sentido.

Viver é Perigoso

SEGUINDO O BLOCO



Viver é Perigoso