segunda-feira, 24 de maio de 2021

ENQUANTO ISSO ...



Em Poços de Caldas, o prefeito Sérgio Azevedo (PSDB) anunciou Auxílios Emergencial Municipal no valor de R$ 300, por três meses. A confirmação ocorreu na tarde desta segunda-feira (24) durante lançamento do ‘Recupera Poços’. De acordo com o prefeito, detalhes sobre o benefício serão divulgados pela prefeitura nos próximos dias.

O valor será disponibilizado para moradores de Poços de Caldas que comprovem que perderam emprego com carteira de trabalho assinada durante a pandemia da Covid-19.

Também durante o evento, foi anunciado Vale Merenda de R$ 70, durante dois meses, para os alunos da rede pública que necessitem.

O ‘Recupera Poços’, segundo a prefeitura, vai ainda contar com mais ações voltadas à população. Dentre elas, a diminuição da passagem do transporte público para R$ 4, reforma dos banheiros e cozinhas das escolas e creches do município, instalação de três Centros de Atendimento Pós Covid-19, construção de um PSF triplo na Zona Leste e instalação de novos leitos de UTI para Covid-19 no Hospital Santa Margarida.

Blog: Enquanto isso...vamos de quiosques.

Viver é Perigoso

4 comentários:

Anônimo disse...

continuísmo puro parques, praças, pracinhas, quiosques, asfalto. socorrer os necessitados e famintos jamé........ enquanto isso mais 3 mortes 50 casos 90% ocupação.

Anônimo disse...

O governo de Romeu Zema (Novo) gastou R$ 1,6 bilhão a menos na área da saúde e R$ 2,7 bilhões a menos na educação em 2019 em relação ao que é exigido pela Constituição. A Carta Magna determina que os Estados destinem, de suas receitas, 12% para a saúde e 25% para a educação.

E aí zelador, pode? Então, dinheiro sempre tem, o problema é a incompetência.

Anônimo disse...

Caríssimo, bom dia. Sempre nos preocupou a taxa de mortes por covid na terrinha. Por que tão alta em relação a população? Artigo do infectologista Pedro Hallal com dados das eleições de 2018 ( reportagem e levantamento do Ricardo Mendonça do Valor Econômico) mostra que sobe assustadoramente o número de casos e mortes por 100.000 habitantes nas cidades onde Bolsonaro teve mais votos confirmando que negacionismo presidencial mata. Quem mora nas cidades na qual Bolsonaro venceu o 2º turno em 2018 tem 3 vezes mais risco de morte por Covid-19 do que o de cidade em que foi derrotado com folga No nosso caso Bolsonaro teve 78% dos votos válidos no segundo turno. Os números nos EEUU nos estados governados por Republicanos, em pesquisa semelhante, embora menos expressivos vão na mesma direção.
Fica patente a influência governamental. Se o comportamento fosse o oposto quantas mortes teriam sido evitadas?
https://www1.folha.uol.com.br/colunas/pedro-hallal/2021/05/o-negacionismo-mata.shtml

Anônimo disse...

Com a tarifa de energia elétrica na$ altura$ e, con$iderando que o município po$$ui usina$ hidrelétrica$, com certeza há caixa para e$$a manobra.