sexta-feira, 23 de abril de 2021

CANTINHO DA SALA


"Quem perde seus bens perde muito; quem perde um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo. "

Meu herói sempre foi Alonso Quijano. Para os que estão chegando agora, simplesmente, Dom Quixote de La Mancha.

Em 1953, o editor José Olympio encomendou a Portinari ilustrações para o Dom Quixote, de Cervantes.

Ocupado, dedicando-se à execução dos painéis Guerra e da Paz, para a sede da ONU, em Nova York, Portinari somente realiza os desenhos em 1956, quando já lutava com a intoxicação pelas tintas que acabaria com a sua vida seis anos depois. Os desenhos a lápis sobre cartão foram feitos em 1956. Foi pintada uma série de vinte e uma gravuras, focalizando D.Quixote e Sancho.

Em 1972, por ocasião da comemoração de seus 70 anos, Carlos Drummond de Andrade lança um livreto com 21 poemas, alusivos às gravuras do amigo pintor e publicados no ano seguinte com o título geral Quixote e Sancho, de Portinari, em As impurezas do branco .

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: