quinta-feira, 18 de março de 2021

BANDEIRA A MEIO - PAU


James Hall, foi um explorador inglês que esteve navegando pela Groenlândia. Em 1612 foi em busca da Passagem Norte, tendo sob seu comando os navios "Patience" e o "Heart´s Ease". No mês de julho encontrou com "inuits" (esquimós) e no entrevero foi atingido e morto por uma lança.
Ao entrar no Tamisa, no retorno à Inglaterra, dois meses depois, o  navio 'Heart's Ease' baixou a sua bandeira para sinalizar  luto pela morte do comandante .
Ficou registrado o termo "Half Mast" ou "Half Staff". No Brasil, bandeira à meia-haste, a meio-mastro ou a meio-pau.

Amanhã, 19 de março, comemora-se o aniversário de Itajubá. Consta da tradição, a cerimônia do hasteamento das bandeiras, Nacional, de Minas Gerais e a do Município.

Em consideração aos 186 itajubenses levados, até o dia de hoje, pelo coronavirus hoje, hastear as bandeiras a meio-pau, seria uma lembrança e homenagem.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

A cumplicidade explícita dos poderes na crise
“Sentar à mesa, planejar e agir o mais rapidamente possível. Isso é fundamental! A situação crítica do Brasil exige a coordenação do presidente da República, ações do Ministério da Saúde e toda colaboração dos demais poderes, governadores, prefeitos e instituições”. Presidente do senado.
“Os brasileiros precisam ter esse conforto, e nós precisamos evitar essa agonia e esse vexame internacional... Então nós temos, sim, que nos unir, sem estar apontando justamente culpados”. Presidente da Câmara
Sentar à mesa? confortar? Não apresentar culpados?Unir? Nessa hora em que o presidente só prega desunião?
Somados a esses três energúmenos o STF decidiu que só pode conversar pois pode vir a ter que julgar depois. Saiu pela tangente
Do MPF também não sairá nada, a vaga no Supremo fala mais alto.
Choremos! Oremos! E contemos mais mortes. Repetindo estamos devidamente lascados. causídico jurássico