domingo, 13 de dezembro de 2020

SUPERANDO A BARREIRA DO SOM


Mais um do meu album de figurinhas carimbadas se foi. Chuck Yeager, piloto americano.  O primeiro homem a romper a barreira do som. Foi para o albúm, em 1988, quando comprei na Siciliano, o livro "Voando nas Alturas" -  A vida fascinante do Chuck Yeager.

Chuck Year tomou o barco na última segunda-feira (7/12) em Los Angeles. Estava com 97 anos.

Foi piloto de caça Mustang-51 na Segunda Guerra mundial, tendo derrubado 13 aviões alemães, sendo 5 em um único dia. Em março de 1944, em sua oitava missão, foi derrubado sobre a França por um caça alemão. Saltando de paraquedas e aterrissando num bosque com ferimentos na perna e na cabeça, foi escondido por membros da Resistência francesa, escalou os Pireneus nevados para chegar até a Espanha, neutra na guerra, e daí retornou à sua base na Inglaterra.

Ficou para sempre lembrado pelo acontecimento de 14 de outubro de 1947. Então Capitão Year, num avião Bell Aircraft X-1 (batizado por ele de "glamorous Glennis, em homenagem a sua esposa) lançado de um bombardeio B-29, quando chegou a 43 mil pés acima do deserto de Mojave, rompeu a barreira do som a uma velocidade de 1.126 km/h. 

Chuck virou celebridade nacional de fato após a publicação do livro “The Right Stuff” - Os Eleitos, em 1979 de Tom Wolfe, em 1979, sobre os primórdios do programa espacial, que virou filme.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

SUPERAÇÃO A BRASILEIRA
superando a barreira da ética e da intervenção em órgãos público para benefícios familiares - improbidade
e esse negócio da Abin traçando jeitos para ajudar o 01?
cadê a ética propalada na campanha? cadê? cadê?
essa é nova, nem a petralhada teve tanta audácia!!!!!
rachadinhas, imóveis comprados com $$$ vivo, loja de chocolates (ou seria de laranjas), recursos mil para barrar as investigações, milicianos, Val do açaí, Queiroz, Micheque 85 mil, intervenção na PF agora na Abin, etc etc etc
e vamo que vamo iludindo o povão