quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

SEM NOÇÃO


O governo federal decidiu zerar a alíquota de importação de revólveres e pistolas, que atualmente é de 20% do valor do produto. A mudança passa a valer a partir de janeiro de 2021.

A resolução da Câmara de Comércio Exterior que contém a medida foi publicada no "Diário Oficial da União"  desta quarta-feira (9).

Maior fabricante de armas do Brasil,, a Taurus afirmou que vai priorizar investimentos fora do Brasil após decisão do presidente Bolsonaro de zerar o imposto de importação de armas de fogo, como revólveres e pistolas divulgada nesta quarta-feira (9). Em nota, a empresa afirmou que, "lamentavelmente, a medida irá acelerar o processo de priorização de investimentos nas fábricas da Taurus nos Estados Unidos e na Índia, em detrimento aos investimentos que iriam gerar mais empregos e riquezas no Brasil".

Até recentemente, a Imbel - Itajubá, foi parceira da Springfield Armory, IL EUA, empresa que supria o mercado norte americano de competição e a tradicional agência de segurança, o Federal Bureau of Investigation (FBI), com as consagradas pistolas 1911-A1 calibre .45.

Blog: Sem ofender ninguém, mas os responsáveis pela Administração local nem devem ter conhecimento disso. 

Viver é Perigoso

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom👉

Anônimo disse...

Desgoverno Bozonaro fazendo Bozonarice!

Anônimo disse...

Vamos ver se eu entendi! Assim, zerando tarifa de importação de um item tão necessário para a alimentação e saúde dos brasileiros, vamos reduzir o déficit fiscal?
E importando armas e fechando fábricas aqui, reduziremos o desemprego?
Para a terra plana que eu quero descer...