terça-feira, 24 de novembro de 2020

SEGUNDA ONDA - AUTORIDADES PREVENIDAS


O jornal "O Estado de São Paulo" revelou que quase 7 milhões de testes para diagnóstico do covid-19 estão estocados em um armazém do governo federal em Guarulhos, prestes a perderem a validade nos próximos dois meses.

Esses kits para realização do exame RT-PCR, considerado de "padrão ouro", ou seja, de alta confiabilidade, não foram repassados para para a rede pública dos Estados e municípios pelas mais variadas razões, todas imperdoáveis diante de uma catástrofe que já matou quase 170 mil brasileiros.

Só esse lote de testes que jazem encalhados nos galpões da incompetência administrativa custou R$ 290 milhões aos cofres públicos.

Em tempo, o material continua encalhado num galpão do governo federal em Guarulhos.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: