quinta-feira, 5 de novembro de 2020

CONVERSA DE BOTEQUIM



Até o momento, 11:40 hoas de 5/11/2020, nenhuma pesquisa eleitoral foi registrada em Itajubá, segundo o site http://inter01.tse.jus.br/pesqele-publico/app/pesquisa/listar.xhtml.

As entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às Eleições 2020 ou a candidatos, para conhecimento público, devem registrar, junto à Justiça Eleitoral até cinco dias antes da divulgação de cada resultado.

Eleição estranha. Impossível qualquer prognóstico face as condições excepcionais vividas. Qual o comparecimento ? Presume-se que os eleitores de idade avançada poderão optar por não correr riscos de contágio.

Fazendo ideia que 60% dos eleitores comparecerão às urnas.

Tem-se uma ideia que o candidato situacionista está, há séculos, situado num confortável patamar fixo. Natural do grupo que disputa uma eleição enquanto no poder.

Comenta-se que antes do início da campanha um dos mudancistas estaria situado num patamar superior. 

Presume-se ainda, que como qualquer cidadão do mundo (aí está os EUA), almeja por mudanças. Qualquer que seja ela.

Presume-se que a soma das intenções de votos, na terrinha, pela mudanças seja superior aquela mantida pela situação.

Comenta-se que antes do início da campanha um dos mudancistas estaria situado num patamar superior. 

Com a apresentação de quatro outras candidaturas, sensivelmente mudancistas, o quadro deve ter sido alterado, exceto do lado situacionista com posições que dificilmente se alterariam. 

Enfim, total dos votos dos mudancistas (?) será distribuído pelos cinco candidatos que se apresentaram. 

Comprova-se: Os candidatos mudancista se digladiam pregando as mesmas ideias e objetivos. Estrategicamente e bem orientado, o candidato situacionista, sabedor de sua limitação em pregar mudanças, simplesmente passou a defender a sua posição.

Importante é conhecer a curva de crescimento dos candidatos. Em 10 dias tudo pode acontecer. 

Em cidades do porte da nossa não existe segundo turno. A hora é agora e ponto.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Tá tudo meio confuso.
Que estão produzindo pesquisas não resta a menor dúvida.
Pra consumo interno.
Ninguém faz campanha sem elas.
Sem números confiáveis é chute, mas com essa divisão e a tendência por mudanças se o candidato mudancista remanescente da eleição passada mantiver 90% dos votos obtidos então pode ser eleito.

Anônimo disse...

As boas pesquisas nao se publica as ruins tbem não então é melhor aguardar, kkkk , q coisa heim, q tempos politicos vivemos, pobre terrinha, sem lideres, sem nomes, e o povo , ah o povo!