domingo, 31 de maio de 2020

OH, MINAS GERAIS !


A Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em relatórios enviados ao Palácio do Planalto, destacou a alta subnotificação de casos da Covid-19 no país por falta de kits para diagnóstico. O órgão citou Minas Gerais como exemplo desse cenário. 

Para a Abin, “circunstâncias locais” têm grande impacto sobre a subnotificação de casos em Minas. No fim de abril, o órgão observou que os dados daquele Estado eram pouco confiáveis, pois o número de suspeitos acabava sendo 30 vezes maior do que o de casos confirmados.

Blog: Em tempo, Itajubá e as cidades vizinhas estão situadas em Minas Gerais.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

8.700 casos ? 255 mortes? Dá para imaginar a subnotificação. O sistema de saúde junto com outros prestados pelo Estado deve estar uma lástima por causa da crise fiscal/ penúria financeira.
Outra coisa que sempre chama a atenção é que o estado é cortado por inúmeras rodovias federais que logicamente deveriam propiciar a proliferação.
Será que o nosso Sul de Minas tão próximo em todos os sentidos do epicentro SP tenha tão poucos causos notificados?
Será que o Presidente lê e entende os informes da Abin?

Anônimo disse...

Dados do governo indicam 140% a mais de mortes por Covid no nosso Brasil. Número de óbitos até início de maio pode ultrapassar 16 mil, mais do que o dobro do que o Ministério da Saúde divulgou à época.Em 02/05 seriam 16.144 e não 6.724 ou seja 140% a mais. Hoje estamos perto de 30.000 oficiais, aplicando os mesmo números do governo seriam perto de 72.000 pessoas, compatriotas,cidadãos e eleitores .Quem nos garante então que também temos erros colossais no número de casos notificados? A postagem do zelador comprova. E o homem brigando com o Supremo e defendendo amigos e familiares propagadores de fakes news! E se diz religioso! Que Deus nos perdoe.