segunda-feira, 4 de maio de 2020

DIAGNÓSTICO


Transtorno Delirante Persistente, síndrome que inclui alucinações, sensação de perseguição e desconexão com a realidade. O paciente rejeita medicamentos, não admite que está doente e diz que não precisa de ajuda.

Calma gente. Não é quem vocês estão pensando.

Trata-se do diagnóstico dos dois laudos médicos oficiais das equipes que examinaram Adélio Bispo, o portador de insanidade mental que esfaqueou Bolsonaro em Juiz de Fora, em 2018. Adélio foi internado numa penitenciária federal em Campo Grande (MS). 

Quem vocês pensaram continua livre, leve e solto, e mais, falando pelos cotovelos.

Dados Ruy Castro.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Prezado essas síndromes são muito parecidas nos diagnósticos pelo menos para nós. Outro dia (29) postei aqui que achava que era alienação mental. Não o Adélio. Acho que temos que consultar os universitários de psiquiatria. causídico jurássico.

Anônimo disse...

Livre, leve e solto. E levando o país para o caos!
Bolsonarismo virou seita religiosa e com fanáticos, como os que carregavam o caixão na paulista, cantando que estão dispostos a morrer pelo capitão?
Não morrer pela família...Pelo capitão???
Já vimos esta cena a 80 anos :(