segunda-feira, 25 de maio de 2020

A ÚNICA SAÍDA


Atacado por petistas, bolsonaristas e centristas, crentes e descrentes, escondendo do corona, quase sem poder abrir o bico  e só levando, usando um termo refinado e na moda, porrada, só me resta acompanhar o Manuel Bandeira.

Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá sou amigo do rei
Vou-me embora pra Pasárgada.

Viver é Perigoso

3 comentários:

Anônimo disse...

Não se apoquente Zé. Pode ter certeza que muita gente acompanha suas posições, mas prefere não se manifestar escrevendo. Outra coisa dá pra ver que os que atacam são os mesmos de sempre e definitivamente não deixam de ler o blog mais de uma vez ao dia. Pode ver que continua alto o acesso. Abs. observador da cena

Anônimo disse...

No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra

Anônimo disse...

No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra