segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

HOLODOMOR


Holodomor é uma palavra ucraniana que quer dizer “deixar morrer de fome”, “morrer de inanição”. Tal palavra passou a ser empregada no contexto da história ucraniana para definir os acontecimentos que levaram à morte por fome de milhões de ucranianos entre os anos de 1931 e 1933. A grosso modo, o holodomor, assim como o holocausto nazista contra os judeus, consistiu em um genocídio contra a população da Ucrânia empreendido pelo comunismo soviético, que era liderado por Stalin.

Não é muita gente que busca saber um pouco mais sobre o assunto. 

Explico: 

No dia 9 de janeiro último, poeta e diplomata brasileiro, João Cabral de Melo Neto, completaria 100 anos se ainda estivesse vivo. Em um texto, em sua homenagem publicado na imprensa ficou registrada a sua grande admiração pelo dirigente russo Stalin.

Era de conhecimento geral que o Sr.João Cabral era comunista. Surpreendente foi o registro de seu pensamento e louvação sobre o ditador russo. 

Buscando mais informações sobre o assunto, deparei com um documento oficial do PT, defendendo o ditador Stalin e afirmando serem mentiras que a morte de milhões de ucranianos pela fome, causada pelo regime russo, referindo ao "Holodomor" como uma propaganda ocidental.

Espantoso ! O termo Holodomor teria sido utilizado pela primeira vez em 1988 pelo escritor ucraniano Oleksa Musienko.

A tragédia (relativamente pouco conhecida) foi resultante de uma ação deliberada (bloqueio de alimentos) de extermínio desencadeada pelo regime soviético, visando especificamente o povo ucraniano. A fome artificial provocada nos anos de 1932 e 1933 não foi um fenômeno natural mas provocada pelo confisco da produção, pela coletivização forçada e repressões políticas sem precedentes.

Só durante os anos de 1932 – 1933 morreu um quinto da população agrícola da Ucrânia. Por diversas estimativas de cientistas e pesquisadores a perda de população da Ucrânia resultante da fome então provocada artificialmente foi entre 3 a 10 milhões de pessoas, sendo que acima de um terço destas eram crianças.

Em 1998, o parlamento ucraniano ratificou ato apresentando ao mundo o Holodomor como genocídio.

O Senado dos Estados Unidos, em reconhecimento das conclusões da Comissão do Governo dos EUA sobre a Fome na Ucrânia, aprovou por unanimidade uma resolução bipartidária, que reconhece oficialmente o Holodomor de 1932-1933 como genocídio do povo ucraniano. 

Os parlamentos da Argentina, Austrália, Geórgia, Estônia, Canadá, Hungria, Lituânia e Polônia também reconheceram aquela fome como genocídio.

O filme lançado no Brasil em maio/2018 com o título "Colheita Amarga" trata do fato horripilante feito pela ditadura socialista de Stalin. Os livros publicados sobre o assunto, "A fome vermelha e " A guerra de Stalin na Ucrânia" e "A Maldição de Stalin" , são bastante claros.

Viver é Perigoso

Um comentário:

Anônimo disse...

Nojento.
Stalin e todos os ditadores (bem como sua torcida de fanaticos) merecem o lodo, a lama, o esgoto da historia.