quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

ALÉM DA IMAGINAÇÃO


Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro e eterno líder do PMDB e MDB, completou 280 anos de condenação. Tudo por um tipo só de crime. Corrupção.

Se correr bem, está previsto para ele deixar a Prisão de Bangu, onde cumpre pena, em novembro do ano 2300 depois de Cristo.

Deverá sair com "ficha limpa". O partido, dentro de seus princípios básicos, ainda crê que o líder poderá voltar as lides políticas.

Pode ser...

Viver é Perigoso 

Um comentário:

Anônimo disse...

ESTE PMDB!!! PMDB DO SÉRGIO CABRAL, DO TEMER, DO SARNEY, DO GEDEL, DO JUCÁ, DO ANTONIO ANDRADE (FOI VICE GOVERNADOR DE MINAS) E DE TANTAS OUTRAS FIGURAS, PARTIDO DE MUITOS PROFISSIONAIS DA POLÍTICA. QUALQUER SEMELHANÇA É MERA COINCIDÊNCIA.