sexta-feira, 27 de setembro de 2019

PRÁ PENSAR


Mais uma discussão da vida real...

O que decidir perante um paciente oncológico com doença muito avançada e sem possibilidades terapêuticas?

Pacientes lutam pelas suas vidas durante todo o tempo, assim como seus familiares e as equipes multidisciplinares responsáveis.

Mas quando decidir sobre o fim dessa luta?

Esta decisão pode significar o fim de um sofrimento, assim como a continuação de uma luta em vão. Podemos interpretar que o paciente deve passar por isso ?

Mas quais são os limites ?

Até onde devemos seguir com as terapêuticas, às vezes tão agressivas e deletérias como a própria doença ?

Até que ponto podemos interferir ?

Na maioria das vezes o paciente se encontra em uma situação tão delicada a ponto de não ser capaz de decidir...

Onde fica a esperança?

Há interesses materiais envolvidos ?

Sei que devemos deixar a cargo das Esferas Superiores tais decisões... Provas ? Expiações ?

A vida humana é preciosa, mas também frágil...

A experiência de mais de 20 anos de UTI é fascinante, não apenas quanto ao progresso da ciência, da própria medicina, da evolução dos Hospitais, mas só vem a confirmar que lidar com o ser humano é a principal dificuldade....

Para refletir !!!!

Dr. Fernando Brunori

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: