quarta-feira, 19 de junho de 2019

SITUAÇÃO DO MERCADO


Claro, que se trata do Mercado Municipal de Itajubá.

Publicado no Facebook o Oficio datado de 17/6/2019, da empresa Minas Construções e Restaurações (assinada pelo Diretor Geral Miguel Assad), dirigida à Associação dos Permissionários do Mercado Municipal de Itajubá, comunicando que as obras de reforma estavam paralisadas devido a falta de pagamento pela Prefeitura Municipal.

Usaram o caminho certo para acelerar o recebimento. A Administração local preocupa-se demais com a possibilidade de um possível desgaste de imagem.

Só lembrando:

A importante e necessária reforma seria bancada por uma emenda aprovada pelo Deputado Dimas Fabiano junto ao Ministério da Integração Nacional no valor de R$ 1,1 milhão, com R$ 100.000,00 do total, bancado pela Prefeitura como contra-partida.


Posteriormente, a PMI concluiu licitação e assinou contrato com a empresa mencionada para a execução da reforma no valor de R$1.212.012,00.



Informações publicadas na imprensa local, menciona um custo total próximo de R$ 2 milhões na reforma,  ficando R$ 223.000,00 de responsabilidade da Prefeitura e cerca de R$ 800.000,00 de responsabilidade dos permissionários do mercado.

O contrato com a empresa foi firmado com a Prefeitura. Fica a dúvida que, como costume, jamais será esclarecida: 

Quem estaria faltando com o compromisso ? O Ministério da Integração Nacional, os Senhores permissionários ou a Prefeitura ? O recurso do Ministério é repassado para a PMI. O recurso dos permissionários, imagino, que seria destinado direto a empresa encarregada da reforma.

Veremos...ou não.

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: