terça-feira, 18 de junho de 2019

COMÉRCIO ELETRÔNICO


Impressionante como funciona o e-commerce (falando do pronto-atendimento) em São Paulo. Para tudo: roupas, refeições prontas, produtos de supermercado, eletrônicos, livros e remédios. Os condomínios já mantém um serviço interno para a distribuição das encomendas que são entregues.

Assustadora  a voracidade do Magazine Luiza no setor (adquiriu na última semana o controle total da Netshoes). O Magalu como é chamado anda fazendo a aliança, quase que perfeita, entre o comércio eletrônico e a sua rede de lojas físicas.

De novo no mercado a família Klein e diversos fundos, com a Via Varejo (Casas Bahia e Ponto Frio), com certeza incrementando estratégia comercial bem próxima do concorrente Magazine Luiza. 

Na terrinha, dentro em breve, as Lojas Americanas (na Boa Vista, é claro), deve atuar fortemente.

Dados dão conta, que no Brasil, pouco mais de 5% do comércio é eletrônico. Os Estados Unidos já chegaram a 12%. Na China, 20% das compras são online.

No Brasil, o sudeste responde por 50% das compras.

Sempre tive mania de tentar pensar um pouco adiante. Não consigo mais. Estou na fase de tomar conhecimento do acontecido e me assustar.

É a vida...

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Zela,
Se nao me engano, a plataforma do Magalu foi criada pelo Caca para a Casa America e vendida (a peso de ouro), afinal os brimos sabem vender.

Edson Riera disse...

Magalu -

A empresa do Caca e seus amigos foi comprada pelo Magazine Luíza e pelos comentários, o pessoal foi junto para dar sequencia no trabalho. Desde o ano de 2000, ainda engenheiro da Cabelauto, o Caca falava de e-commerce. Ele entende do assunto.

Zelador