sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

FACE A FACE COM O DESPREZO


Muito se comenta nas redes sociais, negativamente, sobre a saúde pública no município e lógico, da micro-região. 

Sinceramente ? No tocante ao atendimento de urgência através do SUS, até que pegam de leve.

Com o atendimento da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá, suspenso por greve de funcionários devido a atrasos no pagamento, o pronto-socorro do Hospital Ex-Escola, que já era uma tristeza, está sobrecarregado (imagino) e o atendimento beira o desastre.

Estive lá na tarde de hoje, um pouco antes das 16:00 horas, levando uma senhora de 78 anos e com muitas dores. 

O tempo para a triagem, considerando as condições, até que foi suportável. Duro é aguardar o atendimento. 

Fiquei por lá por uma boa hora e nada. Sai para resolver outro compromisso.

Ao saber que ela continuava lá, voltei às 19:30 horas.

Lá estava sentadinha no banco rígido, encolhida e com dores atrozes e sem perspectivas de atendimento, uma vez que outros senhores e senhoras lá estavam aguardando há seis horas ou mais.

Pediu-me que a levasse embora mesmo sem o atendimento.

Povo sofrido. Povo humilde. Povo conformado. Povo resignado.

Não dá para suportar assistir o sofrimento de quem quer que seja. 

Levado a dar uma de grosseiro, invadindo o recinto e questionando médicos, seguranças e atendentes, aos quais deixo registrado pedido de desculpas.

A enferma foi atendida ali pelas 20:00 horas. Imagino que uma Buscopan a tenha aliviado.

E eu me sentindo envergonhado pela forçada de barra.

Um crime o descaso do Executivo Municipal para com as dificuldades enfrentadas pela Santa Casa de Misericórdia por pura birra, e que poderia estar dividindo o atendimento. 

Seria interessante que as autoridades constituídas, de forma disfarçada, passassem vez por outra pelo Pronto - Socorro do Hospital Itajubá para sentir o drama.

Viver é Perigoso    

7 comentários:

Anônimo disse...

Autoridades constituídas em geral gostam de outras coisas. Gabinetes com ar refrigerado, comemorações, inaugurações, aberturas de shows, cinemas e parque.E muitas,muitas mesmo viagens à BH. prontos socorros têm povo simples e possíveis cobranças.....argh!

Anônimo disse...

Tudo culpa do governador que não repassa verbas!!!

Anônimo disse...

Que o estado está quebrado e teria problema no repasse de verbas, já sabemos há séculos!Uma parte do problema é a escolha errada de prioridades para os gastos municipais. Com uma situação dessas na saúde justificam-se os gastos para abrir novo acesso ao parque?

Anônimo disse...

Fica um pouco diferente quando acontece com a gente...
Dá até vontade de rogar praga nos políticos...

Luciano

Luciano disse...

Uma boa proposta para a área da saúde seria a proibição de planos de saúde para políticos, acredito que em pouco tempo teríamos melhora no sistema.
Será que algum político apoiaria essa proposta?

Luciano

Anônimo disse...

A solução, como citado acima e para vários problemas seria saúde, educação e segurança, só público!
Proibir qualquer atividade privada!
Aí políticos e elites correriam atrás de soluções quando sentirem na pele os problemas sofridos pelos pobres mortais.

Edson Riera disse...

Mortais -

Os políticos vivem em outro mundo.

Zelador