quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

CENTENÁRIOS



Ser de idade avançada e ter memória razoavelmente boa às vezes confunde. Lembro-me muito bem dos grandes festejos do Primeiro Centenário de Itajubá. Estive presente.

Calma. Não o centenário de 1919.

O centenário comemorado no início de outubro de 1962, mais precisamente, no dia 4/10/1962, quando tinha eu 15 anos. A Emancipação Política de Itajubá aconteceu em 4/10/1862, que saiu de Vila para Cidade. 

Foi realizado uma espetacular exposição agropecuária no campo do Yuracan, com desfiles das escolas, apresentação das bandas da Fábrica de Armas, de Piquete, de Santa Rita do Sapucaí e da Batalhão da Polícia Militar. Foi inaugurado o Cine Alvorada e inaugurado o marco comemorativo na Praça da Rodoviária.

Natural que os aniversários das cidades sejam comemorados na data da emancipação. Por exemplo, o aniversário de Pouso Alegre é comemorado no dia 19/10, uma vez que a cidade foi emancipada em 19/10/1848, muito embora, tenha sido instalada em 7/5/1832. Oficialmente, completa em 2019, 171 anos anos. Seguindo a mesma trilha, Itajubá estaria comemorando em 2019, exatos 157 anos.

Deste modo, utilizando costumes diferentes, passamos na frente deles. E é bom respeitar os mais velhos.

Viver é Perigoso 

Um comentário:

Anônimo disse...

Concordo integralmente, até porque, como o Brasil, Itajubá não foi "descoberta" em 1819 pelo padre Lourenço. A emancipação politica de um município é realmente sua verdade data de nascimento. Mas por aqui o que vale é a tradição cristã da realização, nessas terras, da primeira missa na ermida onde hoje é a Matriz.