terça-feira, 18 de dezembro de 2018

SINAL DOS TEMPOS


Se antes era considerado preocupante, hoje está de bom tamanho. Tanto Para Minas Gerais, quanto para Itajubá.

Divulgado na semana passada pela Globo G1, o Isdel - Sebrae (índice Sebrae de desenvolvimento econômico local), com os 10 melhores estados e municípios classificados.

Minas Gerais que sempre ocupou, em outros estudos, a segunda posição no País, seguindo São Paulo, aparece, não surpreendentemente, na 8ª posição.

Entre as 10 cidades melhores classificadas, estão as vizinhas sul-mineiras, Varginha (5º) e Pouso Alegre (10º).

Dando uma buscada nas cinco cidades seguintes, melhores classificadas em Minas, encontramos:

11 - Araxá
12 - Itajubá
13 - Uberlândia
14 - Ipatinga
15 - Lagoa Santa. 

Quer dizer...está ruim, mas está bom.

Viver é Perigoso

7 comentários:

Anônimo disse...

Aposto que se Irajuba estivesse lá atrás você estaria dando pulos de alegria, e até iria comemorar no Bar da Maria,
Fico imaginando seu desapontamento quando lê uma informação como essa.

Edson Riera disse...

Desapontamento -

Uai ? aproveitando as férias coletivas para navegar um pouco na internet ? Sou do tempo em que Itajubá era líder. Deixava Varginha, Pouso Alegre e às veze Poços de Caldas na poeira. 12º lugar não é ruim, mas é banco.

Isso se traduz em investimentos e empregos. Nós só diminuímos.

Zelador

Anônimo disse...

É Zé, divulgar esses números cutuca o calo deles. Se pudessem escondiam isso tb. Pena paga e o laranja de luxo leem o que se posta aqui. linguagem inconfundível.

Edson Riera disse...

Inconfundível -

Melhor aproveitar o restinho do tempo e aprender a postar só através de desenhos, num blog especial para esse pessoal.

Zelador

Anônimo disse...

Seis anos sem conquistar nenhuma nova indústria, sem gerar um novo emprego, e ainda a SIEMENS tendo desistido de Itajubá, as empresas AFL e ARTIGOS RELIGIOSOS WILMA terem encerrado as suas atividades na terrinha, e recentemente o FRIVASA paralisar suas atividades, ficar em 12° lugar está de excelente tamanho. Mas não podemos reclamar de nada pois o parque municipal está uma beleza.

Aldo disse...

Tem gente que torce contra Itajubá, como tem gente que torce contra o Brasil. Do alto de meus quase 70 anos me conscientizei que essa é a cidade que amo, e aqui sou feliz, e aqui quero me misturar ao barro. Itajubá é um local que recebe olhares carinhosos de Deus. Somos abençoados!

Edson Riera disse...

Aldo -

Não conheço nenhum Itajubense (e quem adotou a cidade como sua o ainda é mais) que torça contra a cidade. Nascer ou transferir-se para cá definitivamente, aqui estudar, casar, ter os seus filhos, formá-los, vê-los casar e poder correr pelas praças com os seus netos, é amor definitivo.

Mas quem ama cuida. E não só da beleza das praças, jardins e lazer.

Insisto em ver o Brasil em Itajubá e Itajubá no Brasil. Tudo o que quero para o Brasil, correção, funcionamento correto dos poderes, executivo, legislativo e judiciário, desenvolvimento com empregos e oportunidades, segurança e transparência total das coisas públicas.

Não tivemos isso no Brasil nos últimos 16 anos e por isso todo esse esforço que está acontecendo para mudanças.

Por razões fortes, recomendo (pelos meus 71) que se corrija o que proporciona dúvida para evitar correções duras, que virâo com os novos governos federal e estadual e pelas quais tanto esperamos.

Não é possível uma pessoa que teve que viver 15 anos fora daqui por falta de oportunidade e para conhecer mais da vida, volte e participe ativadamente da sociedade, na diretorias de ACIEI, Santa Casa de Misericórdia, CDL, Praça de Esportes, Sinmei, Clube Itajubense, Faculdade de Medicina e coloque o seu nome/junto com sua família como candidato a prefeito
e não vencedor, abandona a politica partidária, sem jamais virar as costas para os interesses da cidade.
Há quase 10 anos, num espaço fechado, a pessoa de dedica a conversar sozinha sobre a vida e sua cidade, mantém expostos 20.000 posts, sempre com o mesmo tratamento firme e respeitoso, com um estilo próprio, mencionando quase tudo o que acontece de interessante na cidade, vem sendo objeto de tentativas de ver seus pensamentos desclassificados.

Diferente, não quero me misturar ao barro de Itajubá, Penso sim, em ir ajudar com os mesmos comentários outras bandas. Sempre na certeza de continuar sendo abençoado por Deus.

Zelador