quinta-feira, 29 de novembro de 2018

AMANHÃ TEM MAIS !


A CCR irá celebrar nesta quinta-feira acordo de leniência com o Ministério Público do Estado de São Paulo para pagar multa de R$ 81,5 milhões e encerrar inquérito que tinha por objeto "apurar certos fatos envolvendo a companhia e algumas de suas controladas", informou a empresa em comunicado ao mercado hoje. 

A CCR é uma das maiores empresas de concessão de infraestrutura rodoviária da América Latina. A empresa tem cinco concessões de rodovias em São Paulo e opera a Linha 4-Amarela do Metrô paulista. Neste ano, arrematou as linhas 5 e 17 do Metrô, por exemplo.

Os valores serão pagos em duas parcelas, a primeira no valor de R$ 49,265 milhões, em 1º de março de 2019, e o saldo remanescente em 1º de março de 2020. 

O acordo teve origem em ações penais da Operação Lava-Jato do Paraná que envolvem concessionárias flagradas em esquemas milionários de distribuição de propinas em troca da obtenção de contratos públicos. 

Ao menos 15 políticos são mencionados no acordo, firmado na esfera civil e no campo da improbidade administrativa. A CCR reconheceu ter repassado valores por esse meio a políticos do PSDB, PT, MDB, PTB e a outras legendas.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: