segunda-feira, 22 de outubro de 2018

THE VIETNÃ WAR



Numa das conversas com o meu amigo Marcos Carvalho, hoje no Paraíso, a pauta foi a Guerra do Vietnã, que tristemente aconteceu quando vivíamos a juventude. Por recomendação dele assisti naqueles dias, o brilhante documentário The Vietnã War, de Ken Burns e Lynn Novick. Valeu muito assistir as quase 20 horas disponível da Netflix.

Foram ouvidas 79 pessoas dos mais diferentes setores da sociedade, entre militares americanos que estiveram na guerra, pacifistas, historiadores, estudantes, militares americanos que se tornaram pacifistas, pais e filhos de combatentes, além de testemunhas inéditas num documentário ocidental: veteranos vietnamitas que lutaram dos dois lados do conflito. 

Além dessas entrevistas, há o brilho de uma trilha sonora com a melhor safra da história da música pop, justamente a que foi composta no calor daqueles momentos de convulsão. Bob Dylan, Beatles, The Hollies, Rolling Stones, The Youngbloods, Creedence, Buffalo Springfield, The Byrds, Jimmy Hendrix, entre outros, provam que a arte é importante em tempos de paz fundamental em tempos de crise. 

Aconteceu algo de muito bom. Fui levado, com satisfação, a mudar meus pensamentos sobre aquele período. 

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: