quinta-feira, 25 de outubro de 2018

DATAFOLHA - NUNCA DESISTA




Para aqueles que estão acompanhando o dia a dia da política, a alteração nos índices da Pesquisa Eleitoral da Datafolha anunciada hoje, não aconteceu surpresa. Todos notaram alguma mudança nos últimos dias.

Na minha visão, considerando os detalhes da pesquisa, como rejeição, certeza de votos, etc, a eleição já está definida. Como sempre, salvo algum fenômeno.

Explicável. A maioria dos eleitores do Bolsonaro não não simplesmente Bolsonaro. São contra o PT, contra o condenado Lula, contra Dilma, contra a parceria com o comunismo através da fotogênica Vice do PC do B, contra, contra o simbolismo do vermelho, contra o MST, CUT e MTST, contra Gleisi, contra Lindbergh, contra Zé Dirceu, contra Pimentel, etc.

Tudo o acima explicito foi escondido na última semana. Sumiu o vermelho, o Lula, a Manuela, a Dilma e Pimentel se escafederam, bem como os outros.

Ajeitaram uma falinha do Mano Brown, aparentemente ensaiada, mostrou uma tímida autocrítica do partido, que vem sendo cobrada pela mídia.

Para completar, o Bolsonaro dispara a falar em governo de transição e formação de ministérios. O povo brasileiro detesta salto alto.   

Mas...15 milhões de votos em dois dias é caso de milagre.

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: