segunda-feira, 3 de setembro de 2018

PREMEDITANDO O BREQUE


Plano de Trabalho
Ministério da Integração Social
Portal dos Convênios
Proposta: 051118/2015
Reforma do Mercado Municipal de Itajubá
Área abrangida: 4.333 m2

Fase 1 - Cobertura:          R$ 231.685,76
Fase 2 - Estrutura:           R$ 167.859, 94
Fase 3 - Inst. Elétr:          R$ 326.233,74
Fase 4 - Inst. Hid/san.      R$   64.379,41
Fase 5 - Pinturas              R$   46.031,05
Fase 6 - Serviços Finais  R$     2.704,00
Fase 7 - Serviços Prelim R$     1.762,88
Fase 8 - Vedações           R$ 259.343,22

Total                                R$ 1.100.000,00

Dados de 2015.  Sendo R$ 1.000.000,00 originados do Ministério da Integração Social e R$ 100.000,00, como contra-partida da Prefeitura Municipal de Itajubá.

Recentemente, a PMI concluiu licitação e assinou contrato com uma empresa para a execução da reforma no valor de R$1.212.012,00.

Informações publicadas na semana passada pela imprensa local, menciona um custo próximo de R$ 2 milhões na reforma do mercado, ficando R$ 223.000,00 de responsabilidade da Prefeitura e cerca de R$ 800.000,00 de responsabilidade dos permissionários do mercado.

Conforme a declaração do Prefeito, registrada acima, as pessoas todo o direito de imaginar que o recurso dos permissionários estão substituindo o que viria do governo federal.

Pensando bem, ou mal, não seria de todo ruim para os permissionários, que assumindo e rateando entre eles os custos da reforma, por direito, passariam a ser proprietários do espaço, não sujeitos a futuras negociações de concessão, etc.

É o que parece. Só esclarecer é pronto. Todos querem que aconteça e da forma normal, ou seja, transparente.

Viver é Perigoso   

Nenhum comentário: