quarta-feira, 8 de agosto de 2018

TIETÊ ATÉ JABAQUARA


Li outro dia o Carpinejar. "Cuide dos pais antes que seja tarde ". Leitura curta e tremendamente emotiva. Deu para ler da estação  Jabaquara do Metrô até a estação Jabaquara. Com lágrimas e saudade.

Começa bem na primeira linha: "Não quero mais ter razão na vida, só quero ter amor,  e segue:
 Perdi muito tempo pela vaidade das ideias. Perdi muito tempo do afeto paterno e materno. O que importa é estar junto para o que der e vier. Família não é para concordar, mas para apoiar qualquer que seja o caminho adotado. 
Fui descobrindo que não estava sendo um bom filho. Até era um bom pai, um bom marido, um bom amigo, mas filho não. Deixava os meus pais por último para telefonar e visitar. Eles podiam esperar. Será ? Saudade que não é praticada vira ressentimento. Palavra que não é dita se isola em orgulho. Hoje vejo o tamanho do meus despreparo.

E a leitura segue com beliscões doloridos.

Em tempo: Temos sido excepcionalmente bem cuidados pelos nossos filhos.

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: