sexta-feira, 13 de julho de 2018

NAQUELA MESMA PRAÇA


Leitura ácida e cansativa o romance "Naquela mesma praça". Entediante as cansativas páginas obrigando o leitor a consultar os detalhados anexos para entender os jogos de planilhas e direcionamentos. 

Na certa  e em breve, professores e especialistas deitarão sobre a obra (êpa!) e propiciarão aos interessados leitores o acesso a um resumo da obra.

Confesso que não apreciei o texto. 

A conclusão final não apresentou nenhuma surpresa. 

Viver é Perigoso 

2 comentários:

Anônimo disse...

Já faz tempo que o MP tem admitido peritos nas mais diversas áreas. Licitações e obras são umas delas. Leu o laudo dos peritos caro zelador? E a conclusão final? Passa pra nós. Curiosidade não mata.

Edson Riera disse...

Curiosidade não mata -

Segue os trâmites legais.

Zelador