terça-feira, 1 de maio de 2018

VENTOS DE GUERRA


Em princípio, para o pmdb da terrinha que há séculos está no comando da Administração, o resultado das prévias do partido realizadas hoje em Belo Horizonte foi uma beleza. 

Em princípio ? do pmdb, ou mdb, ou em breve somente db, como registrou o "sensacionalista", não se pode esperar certezas. Amanhã tudo poderá mudar. E mais, dadas as circunstâncias do momento, se é que entendem, seria preocupante ter o governo petista como adversário inimigo.

No evento comandado pelo Vice-Governador Antônio Andrade, que de aliado virou arqui-inimigo do governo petista do Fernando Pimentel, aprovou a candidatura própria a governador e senador nas eleições deste ano.

Foram definidos como pré-candidatos ao Palácio da Liberdade o próprio vice-governador Antônio Andrade, o presidente da Assembleia Legislativa Adalclever Lopes e o deputado federal Leonardo Quintão.

O Deputado Adalclever Lopes, presidente da Assembleia Legislativa, mais chegado (embora atualmente meio brigado com o governo mineiro) não compareceu à convenção.

Entre os 13 deputados estaduais e cinco federais, apenas quatro compareceram ao evento realizado em Belo Horizonte. Em compensação, a prefeitada peemedebista esteve presente em peso.

Não se sabe quantos cargos o MDB tem no governo Pimentel, mas filiados à legenda comandam quatro secretarias: Saúde, Agricultura, Cultura e Cidades e Integração Regional. Logo após o evento, Antônio Andrade defendeu que os filiados deixem os cargos atualmente ocupados no governo.

De uma ala mais radical dentro do MDB, Antônio Andrade rechaçou qualquer possibilidade aliança com o PT nestas eleições – mesmo que a cabeça de chapa fique com seu partido.

“Se eu for o candidato, eu não quero o PT como vice e nem o apoio do PT”, afirmou. Nos próximos dias o MDB começará conversas com outros partidos em busca de apoio. 

(informações extraídas do O Estado de Minas)

Viver é Perigoso

Nenhum comentário: