segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

TAMBÉM, PARA JÁ IR SE ACOSTUMANDO


"O Futuro é o intervalo de tempo que se inicia após o presente e não tem um fim definido. Referente a algo que irá acontecer, o futuro é o estado utilizado na mecânica clássica para dizer algo que está por vir. É o que ainda não aconteceu."

Provocado por um participante comentarista, vamos tratar do assunto:

Final de ano é sempre ocasião para a publicação de balanços. Muito embora, eleições municipais só em 2020, alguns nomes se destacam é devem exercer protagonismos quando chegar a hora.

Todos eles se enquadram no perfil definido pelas pesquisas que andam sendo feitas por esse País afora. Ou não exerceram ainda política partidária, ou são novos na área, ou se mostraram independentes.

São preparados, têm vida própria profissional e o respeito da comunidade.

Como não sabemos o que irá acontecer amanhã. Como teremos eleições em 2018. Como teremos investigações criminais de toda a sorte em andamento, abordagens como esta, serve para acompanharmos os possíveis players com mais atenção.

Bons ventos sopram para os lados do André Gesualdi, Marcelo Krauss e Leandra Machado.

Em princípio, estaremos muito bem.

Lógico, que sem deixar de atentar para os tradicionais participantes.

Viver é Perigoso     

14 comentários:

Anônimo disse...

Considerações sobre os candidatos do Zelador:

André Gesualdi: preparado e elitista. Arrogante.
Marcelo Krauss: Preparado. Aprende rápído. Mais povo do que parece.
Leandra Machado: preparada e elitista camaleão. Arroganta.

Boa turma.

Mas na hora do vamos ver, o status-quo dará as caras disfarçados de novidade e modernidade.
Veremos !!

Edson Riera disse...

Veremos,

Na terrinha, basta ter opiniões próprias e expor pensamentos, para ser tomado como arrogantes. Pessoas donas de suas cabeças e sinceras e preparadas são assim e confundem as pessoas. O que não sabem fazer é vergar-se diante de poderosos, mentir com objetivos de conquistar e o melhor de tudo: Não são políticos profissionais !

Zelador


Anônimo disse...

Não adianta o povo é submisso aos políticos tradicionais e profissionais . Anote aí o Aécio deve voltar a ser governador de Minas e o Chico prefeito na terrinha, presidente ? Marina Silva, este é o retrato da nossa gente, infelizmente .

Anônimo disse...

Que legal Zezinho, eu diria q o André seria bom pois se ele entra nunca mais sai e vira um prefeito eterno , acho q vai ter uns 12 votos ! O Krau é do estilo Ricardo, uns 48 votos ! A Leandra blabla , uns 3, se vc for o vice dela uns 300! Eu vou adorar ver esta disputa. Kakakkkkkk vc é hilário Riera .Por favor vamos esperar o Remi voltar da viagem dele, vai que....

Edson Riera disse...

Infelizmente,

Não podemos, de forma alguma, comparar o Chico e Marina, com o Aécio, que se revelou nas entranhas, no tristemente telefonema e na mala de dinheiro conduzida pelo seu primo.

De qualquer forma, como amigo e não como cidadão itajubense, ficaria mais feliz se o Chico deixasse a política, após resolver esse caso em que teve o mandato suspenso.

Quanto a Marina, creio que já perdeu o bonde da história. Mas tenho-a como uma pessoa ética e séria.

Zelador

Edson Riera disse...

Vai que,

Todos tem o direito de ter a sua opinião. O André já é um profissional de sucesso. Não sei ele aceitaria esse encargo. É o melhor nome para trazer novas empresas e revitalizar as existentes. Sabe dos problemas, conhece os custos e os benefícios e dialoga de igual para igual com empresários de qualquer parte do mundo.

O Marcelo Krauss tem mostrado coragem e independência. O Leandra, tem experiência positiva na Câmara e caso quisesse poderia estar direto na política. Afastou-se de cargos e não do interesse pelo bem estar público.

Votos surpreendem. O Zelador está definitivamente afastado da política. Mas para surpresa e chateação de muitos, quando candidato, obteve quase 15.000 votos, contando com o prestígio do Chico e de muitos outros amigos. É a vida...

Zelador

Anônimo disse...

São boas pessoas, bons profissionais que têm em comum a escassez de votos e a pecha de elitistas e arrogantes. Talvez uma boa equipe de marqueteiros possa solucionar o problema, fatal numa eleição.

Aposto em nomes da política. A demonização da política passou nessa eleição. Doria e outros outsiders queimaram a opção. A gestão pública é muito diversa da gestão privada.

E, considerando a situação dos municípios brasileiros, é preciso ter muita coragem para assumir o desafio fadado a não dar certo. Se nada mudar no cenário político e econômico nacional e regional, os próximos prefeitos apenas terão recursos para educação, saúde e folha de pagamento (todos, gastos obrigatórios).

Investimentos? Novas obras? Quimeras.

Anônimo disse...

Pois é, quando achamos que a população está mais informada e fazendo outro juízo das pessoas, nos decepcionamos com comentários que visam só crítica.

Edson Riera disse...

Quimeras,

Com a massacrante internet, o cenário muda em poucos dias. Será preciso reduzir custos e muita criatividade. E claro, um relacionamento harmonioso com o governador e staff.

Zelador

Edson Riera disse...

Só Crítica,

Esses comentários, imagino eu, são feitos por pessoas temerosas de mudanças. Se temem mudanças é porque estão no bem-bom .

Zelador

Anônimo disse...

Zelador, se é comentário de merda , delete e punto.

Edson Riera disse...

Delete e Punto,

Muitos comentários são deletados. Terminam por serem até ofensivos. Opiniões diferentes merecem espaço. Afinal, tratam-se de opiniões.
É a vida...

Zelador

Anônimo disse...

Riera,

Pelo que vimos, o apoio ou não do governador não tem muita influência no resultado das eleições em Itajubá. Basta ver a eleição passada, em que o atual prefeito venceu com ampla vantagem a eleição contra o governador, e, pelo que consta, ainda processando o próprio governador e seus assessores.

Vale lembrar que caso Pimentel seja reeleito, terá preocupações maiores com seus problemas com a polícia e a justiça que com a eleição em Itajubá, que, infelizmente, muitos, por certa megalomania, pensam ser maior e mais importante do que realmente é. Caso Pimentel não seja reeleito, o atual grupo político que comanda a cidade terá o apoio do governo do Estado, pavimentando a possibilidade de sua manutenção no poder.

Nesse cenário, quem tem conhecimento de como as coisas funcionam na política acabarão tendo vantagem sobre eventuais novatos, inclusive porque dominam as estruturas burocráticas partidárias.

Nos últimos dias, a cassação do Chico foi um duro golpe na oposição, que terá que se reorganizar para enfrentar a situação.

De tudo, o que parece é que todos estão preocupados com as suas próprias candidaturas e ninguém, ninguém mesmo, está dando atenção à cidade e seus problemas.

Edson Riera disse...

Seus Problemas -

E assim seguimos...Creio que o Chico jamais deixará de ser oposição aos dirigentes no poder. Ele, certamente, enquanto briga por seu cargo na justiça, continuará atento e bem informado sob os bastidores do poder.
É uma pessoa de bom relacionamento e muitos amigos.

Como dizia o Príncipe : É preferível ter os inimigos à vista e de preferência próximos. Afastaram o Chico e agora continuarão a ter sonos tumultuados.

E segue la pelota.

Zelador