quinta-feira, 26 de outubro de 2017

SINAIS VITAIS PRESERVADOS


Recebemos a informação de um amigo presente, que não aconteceu a tão comentada Assembleia Geral da AISI, marcada há 5 dias atrás, para decidir a transformação da entidade em uma nova companhia e a cessão de 60% da Faculdade de Medicina de Itajubá, para o grupo empresarial NRE/Bozano.

Quase a totalidade dos alunos, muitos pais, amigos e cidadãos, ocuparam as instalações da Faculdade pleiteando a não realização da Assembleia e a prestação de esclarecimentos, explicações, justificativas, sobre a decisão da Diretoria.

50 anos decididos em 5 dias ? Foram as palavras de ordem proferidas.

Todos sabem das enormes dificuldades vivenciadas pelo Hospital Escola e pela FMI. Imagino que quase ninguém pode ser contrário a tomadas de decisão, duras e mesmo criativas. 
É direito de todos os alunos, familiares, funcionários e da comunidade itajubense, responsável direta pela criação das entidades, tomarem conhecimento, serem esclarecidos e que possam, de alguma forma, compartilhar da importantíssima decisão.

Entendam, nesse novo País que buscamos alcançar, não existe mais espaço para tratar dos interesses públicos (e é o caso) em salas cerradas. 

De interessante ficou a demonstração dos jovens estudantes, que os sinais vitais estão preservados.

Viver é Perigoso

2 comentários:

Anônimo disse...

Nota final da AISI :"......A NRE/BOZANO formatou uma proposta de parceria, que inclui investimento na educação e recursos para início do processo de recuperação econômico-financeira da AISI. Esta parceria cria uma nova administração compartilhada e profissionalizada para a Faculdade de Medicina.
Esta proposta, já avaliada e analisada pela administração da AISI, será levada para Assembléia Geral Extraordinária, órgão legalmente constituído para decisões desta natureza, para apresentação, deliberação e aprovação do projeto desta parceria."
Note, já avaliada e analisada.
observador da cena

Edson Riera disse...

Observador de Cena,

Correto registro: Pela Administração da AISI. Pelo que entendi um passo.Primeiro devem ter analisado e depois avaliado e aprovado. Segundo passo, apresentar e esclarecer junto ao órgão máximo, o Conselho, que, em sua maioria, soube do assunto nesta semana, quando da convocação. Necessário uns 30 dias para análise, possíveis questionamentos e esclarecimentos.
Normal.
Não sou da AISI, mas tendo conhecimento do acordo, garanto pelo menos umas 30 perguntas.

Zelador