terça-feira, 24 de outubro de 2017

COMEÇANDO A ENTENDER


A Prefeitura de Itajubá entrou na Câmara Municipal com um Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a (através de licitação) outorgar a concessão onerosa, para exploração dos serviços de divertimento (pedalinhos, caiaques, tirolesa, arborismo e bicicletário) a serem prestados na área do Lago situado no Parque Municipal.

Começo a entender. Ficou mais ou menos claro: "na área do lago", ou Concessão 3 

O Contrato assinado com a empresa Incan Ltda (do Sr. Douglas) é referente a exploração de outra parte, excetuando a área do lago. Nessa área de 120.187m2, a empresa está construindo e ira explorar, cercando-a totalmente de alambrado, pista de caminhada, praça de convivência de 5.000m2, um bar e restaurante completo, parquinho infantil, academia ao ar livre, centro comercial com seis lojas, portaria coberta e equipada, pista de skate, parede de escalada, campo de futebol society com grama sintética, área de show com 5.000 quadrados, centro de convenções para 3.000 pessoas, banheiros distribuídos pelo parque (imagino pelos 120.187m2), pista de kart e boxes, pista de arrancada asfaltada e 500 vagas de estacionamento.
Isso seria a Concessão 1.

Dúvidas: O alambrado cercaria também o lago ? A portaria seria única ou somente teria portaria na concessão Incan ? Seria correto o aluguel de pedalinhos doados por empresas ?

A área doada para o mini-shopping com 4 cinemas, restaurante e praça de alimentação seria a Concessão 2.

Futuramente, e isso é possível, seria feita a concessão para exploração do teatro.  Concessão 4. 

Pepino gigante: Fiscalizar e separar obrigações/deveres privados com o público. Ah ! nada mais "di grátis". 

Viver é Perigoso 

Nenhum comentário: