quinta-feira, 26 de outubro de 2017

AFINAL, SOMOS SÓ POVO !


Quinta-feira amanheceu escura e preocupante em Itajubá. Sinais de chuvas fortes e intermitentes. ´Na tela do computador uma carta aberta à população, assinada pelos alunos da Escola de Medicina de Itajuba.
Tímida, sentimental e insegura. Buscam informações sobre as decisões fundamentais que serão tomadas pelos dirigentes no Conselho da AISI, mantenedora da Faculdade e do Hospital Escola hoje à noite.

Comenta-se a aprovação da proposta de parceria ou algo nesse sentido entre a AISI e a NRE/Bozano.

As importantes decisões que serão tomadas, certamente são do conhecimento da cúpula administrativa da entidade, da autoridade maior do município, o Senhor Prefeito Municipal, possivelmente dos 12 vereadores que compõe a base aliada do Executivo e com certeza, do Deputado Bilac Pinto, sempre presente nas ajudas do Governo Federal transferidas ao Hospital Escola.

E logicamente, do Grupo NRE e do Fundo private Equity Bozano, doravante denominados compradores.

Da capacidade e seriedade dos dirigentes da AISI, ninguém dúvida. São pessoas e profissionais do bem. A capacidade financeira e negocial do Bozano é indiscutível. A atuação do Grupo NRE educacional na área do ensino médico ainda é recente no País.

Fala-se na constituição de duas novas companhias. Possivelmente uma com responsabilidade sobre o ensino e outra sobre o hospital. Possivelmente, uma sem o peso ou com o peso menor da enorme dívida contraída no decorrer dos anos e outra com o fardo das contas.

A Faculdade é que não ficaria com o grosso das dívidas.

E o Hospital ?  Imagina-se que grande parte dos recursos advindos com a cessão das ações da(s) nova(s) para os investidores será direcionada diretamente para amortização das dívidas.

A Companhia responsável pelo ensino, possivelmente, pagará à Companhia responsável pelo hospital, um valor determinado para treinamento dos alunos. Afinal, a origem é hospital/escola.

E aí ? O Grupo investidor não tem em seu currículo "administração/gestão" de hospitais e sim de instituições de ensino. Não estaríamos diante de um processo embrionário de municipalização do hospital ?

É peculiaridade da terrinha a prática do suspense. Ninguém sabe nada até o desfecho final. Para que ter conhecimento antes ? Somos só moradores, só povo.

Viver é Perigoso     

12 comentários:

Edson Riera disse...

Juvenil,

Deixo de publicar o seu comentário. Mas entenda, caso queira ouvir elogios procure uma das emissoras de rádio da cidade. Costumam ser aconchegantes, quentinhas.

Minha família participou ativamente da criação do Hospital, que viria a ser o Hospital Escola e também da Faculdade de Medicina. Na época o idealizador de tudo, Dr. Rosemburgo, morava na Boa Vista.

Por pouco não prestei vestibular na primeira ou segunda turma da Escola de Medicina. Conclui em tempo que não era dotado do espírito missionário necessário. Como cidadão, fui representante da comunidade, durante certo tempo, no Conselho da AISI.

Tenho duas filhas médicas formadas pela Faculdade de Medicina de Itajubá. Uma delas fez Residência Médica no Hospital de Itajubá. Têm obtido sucesso na vida profissional e nossa família é grata por isso. Temos muitos sobrinhos, amigos e filhos de amigos, que passaram pela FMI.
Há tempos, o Blog vem demonstrando preocupação com as notas dadas pelos organismos encarregados, sobre a FMI. Como também nos preocupou os balanços da AISI publicados em jornais da cidade.
Estamos cientes das dificuldades e da existência de soluções criativas e sentimentalmente duras.
Não é do nosso estilo, sentar e confortavelmente, aguardar desfechos.

Esperamos que o melhor aconteça sempre.

Zelador

Anônimo disse...

Zezinho, tem q "privatizar" , chega de amadorismo , ta na hora de crescer e aparecer, aliás a escola de engenharia tbem precisa tirar as fraudas e virar Universidade de verdade, na terrinha parece que esta tudo EMPACADO, é de todos os lados uma incompetência danada ! Sae zica! Vamos ter visão de vanguarda ! Caramba , chega de romantismo barato, a fila tem q andar! Futuro

Edson Riera disse...

Futuro,

Concordo inteiramente com você sobre o amadorismo. Só que os tempos estão a exigir total transparência em tudo. Profissionalismo é entender a mudança.

Vanguarda com clareza. Apoiaremos em tudo.

Zelador

Anônimo disse...

O cidadão escreve "frauda" e se acha no direito de dizer que a Universidade tem que se transformar em Universidade de verdade, que temos que ter visão de vanguarda, etc... Primeiro, tem que aprender a escrever.

Edson Riera disse...

Professor,

Pode ter digitado errado ou se confundido. Todos nós, em um momento ou outro, escrevemos incorreto. Não reparo nisso.

Zelador

Anônimo disse...

Aí Zelador , este deve ser um dos " mestres" superficiais que mamam na escola e a mantêm seguramente amarrada para não evoluir! Burro. Vê se pode " frauda ou flalda q bobagem, kkkkkkkk

Anônimo disse...

Toma aí Professor!As palavras fralda e frauda existem na língua portuguesa e estão corretas. ... Fralda é a palavra mais utilizada, indicando, principalmente, uma peça usada em bebês e idosos para a absorção das fezes e urina: fralda infantil, fralda geriátrica, fralda descartável, fralda de pano, fralda noturna,...

Anônimo disse...

Deve ser professor de matemática ou física , eu heim!

Anônimo disse...

Ao amigo professor q não sabe q frauda e fralda é a mesma coisa para mim UNIVERSIDADE e escolinha sao totalmente diferente! Futuro

Edson Riera disse...

Bobagem,

Talvez a ação mais corriqueira no Brasil dos últimos tempos, seja FRAUDAR.

Zelador

Anônimo disse...

Ora, ora.... Como existe gente idiota nesta terra, o cara faz um comentário até q interessante e vem um medíocre q olha apenas para uma palavra errada e tenta desprestigiar o contexto! Como é q tem gente babaca, aliás babaKa com K para ficar mais forte ! Babaca

Anônimo disse...

Parece que o profe metido a entendido continua trocando as fraLdas.... Sumiu. Kkk