quarta-feira, 11 de maio de 2016

VENTOS DE GUERRA


De volta, depois de uns dia fora, comprei os jornais da terrinha. Interessante, aliás, muito interessante.
Se não vejamos:

1 - Noticiam a participação da Chapa Dr. Ricardo e Eng. Santi, na próxima eleição. Bons candidatos e teriam chance de realizar uma boa Administração. São bons cidadãos, preparados e com visão social. Mas acho difícil de acontecer, principalmente a participação do Eng. Santi na Chapa. Explico: O Santi filiou-se ao PSL. O Partido é do Prefeito, que colocou à frente o aliado Vereador Rui. O Engenheiro, dificilmente conseguirá legenda. Porta fechada. 
Saiu do PP, chefiado localmente pelo Dr. Rogério Vilela, também aliado de primeira hora do Prefeito. 

2 - Também, a base aliada do Prefeito, deverá dar parecer negativo às contas de 2002, do ex-prefeito Chico Marques, em consulta feita pelo Ministério Público de Minas Gerais. Todos sabem que se trata de um equívoco. Mas, justiça e política no Brasil se fundem. Foi um grande Prefeito e poderia ser novamente. O Dr. Jorge Mouallen, também é citado. Dúvido que o Dr. Jorge vá para o embate eleitoral no quadro que se apresenta.

3 - O Vereador Rui subiu às tribunas para cobrar prestação de contas dos responsáveis pela Aersi e CBHSapucai, sobre recursos de R$500.000,00 cedidos pelo Governo Federal. Em quase quatro anos de Câmara, talvez seja a primeira vez que o Caro Vereador cobre alguma informação sobre a utilização de recursos públicos. Falta pouco tempo, mas quem sabe não pegue gosto pela busca de informações.

4 - Muito legal a homenagem feita pela Associação Comercial ao empresário Hélcio dos Santos Fortes. Um lutador participativo e correto. Amigo desde os tempos de Caxambu e Enetele. Foram também homenageados, com justiça, a Dra. Maria Silvana e o Professor Ronaldo Abranches. 

Viver é Perigoso

 

7 comentários:

M. Feitor disse...

Considero uma chapa Ricardo/Santi ou apenas o Ricardo (com um vice que não dê dor de cabeça)fortíssima. Ricardo tem apelo popular. é bom de discurso. Tem votos das camadas mais populares e também dos mais ricos. Acho que é a única que enfrentaria o prefeito e com vantagens. O prefeito sai atrás nessa corrida assim.
O único problema vai ser a montanha de dinheiro que o Ricardo vai ter que enfrentar vindo do prefeito, que vai fazer uma campanha milionária.

Edson Riera disse...

M. Feitor,

Concordo com sua opinião sobre a candidatura do Dr. Ricardo. Aplicação de recursos ilimitados numa campanha provoca efeito inverso. Hoje, o povo julga os excessos.
Pela alterações no calendário eleitoral, viveremos uma campanha curta. É importante os candidatos já serem conhecidos. Isto é: bem conhecidos. O Dr. Ricardo é.
Quanto ao Vice, quando da eleição, pode não ajudar muito, mas pode atrapalhar muito. É importante a ajuda depois da eleição.

Zelador

Anônimo disse...

“O prefeito sai atrás nessa corrida assim”.

Discordo, se me permite, nobre cidadão. Se for na base do chutômetro, eu, por minha vez, “acho” que quaisquer que sejam os outros prováveis candidatos, eles é que irão “sair atrás nessa corrida”.

Defeitos sempre há, mas o RR tem sido melhor prefeito de Itajubá nos últimos anos, muito melhor que os que por lá passaram recentemente. Com o Chico e o Jorge, é até covardia comparar. Tanto é que não votei nele, mas agora vou votar (até também para contribuir para o desgosto do zelador).

O Ricardo Mello e o Santi podem ser até boas pessoas, nada contra, mas se concorrerem ao cargo de prefeito e vice irão correr o sério risco de ficar sem essa fonte de renda que hoje dispõem. Melhor continuar garantindo a boquinha de vereador.

Edson Riera disse...

Anônimo das 17:25 horas,

A Tribuna aqui é livre, ao contrário de outros segmentos controlados. Use e abuse.

Zelador

Anselmo disse...

Acho difícil qualquer prefeito perder a reeleição.
É preciso se mostrar um "acidente da democracia".
A reeleição do Rodrigo é certa.
O grande desafio do RR porém é outro: obter votos depois de Piranguinho.
Está magica, milagre ou sorte só o Ulysses conseguiu.
Abs

Edson Riera disse...

Anselmo,

A reeleição do RR é bem provável. Mas permita-me discordar: não existe eleição certa. Para Deputado, ele precisa estourar na base.
Precisa mudar o jeito político adotado. Aprender a ouvir e conviver com críticas. Valorizar entidades, buscar, com humildade, ouvir o povo. Cercar-se de competências. Estender a mão com sinceridade. Trazer tudo, mas tudo mesmo, para a luz do sol. Ter cuidado com grupos e interesses.
Enfim, Esquecer a história que é um político profissional. Terá que se declarar um cidadão pronto para se sacrificar servindo na política.
Não é fácil, mas é possível.

Abraço,

Edson

Anselmo disse...

Sensato como sempre, Zelador.