terça-feira, 10 de maio de 2016

DE MÃOS DADAS


Deu na Coluna do Estadão:

"Apesar da ruptura política com o PMDB por causa do processo de impeachment da Dilma Rousseff, o PT não proibirá alianças com a legenda nas eleições municipais. Pelo contrário. Na tentativa de reconstrução da imagem do partido, desgastado pelo envolvimento nos escândalos do Petrolão e Mensalão, os petistas reconhecem que será preciso formar chapas fortes para brigar pelas principais prefeituras. Nesse caso, consideram que vetar acordos com o PMDB, maior sigla partidária do Brasil, seria um erro estratégico". 

Blog: Muita água ainda vai rolar até as definições. Na terrinha, caso as eleições fossem hoje, o PT estaria a pé e descalço. Seria desprezado até pelo, sempre aliado, PMDB.

É  a vida...

Viver é Perigoso

7 comentários:

Anônimo disse...

Zelador, a sua inocência chegar a irritar. Bastiãozinho já acerto tudo com ulysses, até quanto terei que repetir isso!!!!!

Edson Riera disse...

Anônimo das 09:25 horas,

Realmente. Não por afinidade pessoal, mas certamente por interesses momentâneos. O RR deverá sair candidato a Dep. Estadual em 2018, em parceria com o Bilaquinho. Vai bater de frente com os atuais parceiros Ulysses e Dalmo. Além de não caminhar junto, com o Dimas Fabiano. Esse pessoal pensa longe.

Zelador

Anônimo disse...

Mais uma vez você está errado Zelador. Bastiãozinho não lançará ninguém para deputado estadual em 2018, não pedirá votos, mas deixará o caminho livre para o ulysses. O projeto de bastiãozinho é ficar 30 anos na prefeitura, por isso não entregará a prefeitura para o PT (célinha ou paulino - um dos dos dois será o seu vice esse ano) em 2018, ficará até 2020. E já está pensando no candidato para 2020, claro que será alguém da família. Candidatura a deputado só em 2022. e não podemos deixar de mencionar, tudo isso regado a muito dinheiro, mas muito dinheiro mesmo!!

Edson Riera disse...

Anônimo das 23:39 horas,

Na sua análise, qual seria o papel do Vice Christian ?

Zelador

Anônimo disse...

Bem lembrado Zelador; e por falar no atual vice, bastiãozinho sabe como ninguém anular as pessoas. A população não sabe nem o nome do atual vice, está completamente apagado. Como o seu partido (PR) não tem votos para eleger um vereador e ele, no atual momento, não tem certeza da votação que teria, caso se candidatasse a vereador, então, ficará aguardando um carguinho no executivo.

Edson Riera disse...

Anônimo das 13:39 horas,

Vou repetir o que penso. Na política nada mais me surpreende.

Zelador

Anônimo disse...

Agora sou obrigado a concordar, ainda mais vindo de bastiãozinho. Mas, tenha certeza, o desenho acima traçado, não surpreenderá ninguém.