segunda-feira, 16 de maio de 2016

AVENTUREIRO DO MISSISSIPI

Foto By Paulo Adami
Quem não o conhece na terrinha ? 87 anos vividos com intensidade impar. Alegria, preocupação, despreocupação e a convivência com muitas perdas. Carlos Lamoglia, ou melhor, Carlinhos Lamoglia. 
Como ele mesmo diz, um aventureiro do Mississipi.
Minha primeira lembrança do Carlinhos é de 1962. Corrida dos itajubenses para assistir aos treinamentos da Seleção Brasileira de Futebol em Campos do Jordão.
Mundial do Chile, onde nossa Seleção conquistou o bicampeonato mundial. Sem as frescuras de hoje, o acesso aos craques era fácil. Todos conversavam com todos.
E coloquem craques nisso: Gilmar, Djalma Santos, Bellini, Nilton Santos, Zito, Didi, Garrincha, Pelé, Vavá, Zagalo e tantos outros.
Pois bem, a estrada mais utilizada para a rota Itajubá/Campos do Jordão, era a do Charco. O Carlinhos viajou na garupa da Vespa dirigida pelo meu primo Sylvio Riera.
Um tombo inesquecível marcou a viagem e o garupeiro. Se craque fosse da Seleção, inevitavelmente teria sido dispensado pelos ferimentos obtidos.
Encontrei-o esta semana. Elogiei a sua disposição física. Respondeu dentro do seu estilo:
- Zé, ando cansado de acompanhar tanta gente lá para cima (Morro do Cruzeiro), Ando achando que logo serão vocês a me levar.

Um personagem real e marcante.

Viver é Perigoso
   

Nenhum comentário: